A Arte da Omissao

Em nome do terrorismo 8 – O corredor do petróleo

Os vínculos militares estabelecidos pelos Estados Unidos com a Geórgia, incentivando inclusive a sua aspiração de ingressar na NATO, envolve igualmente importante interesse económico e geoestratégico, que é o de garantir a segurança dos oleodutos de petróleo e gás, em especial o oleoduto Baku-Tbilisi-Ceyhan (BTC). Este, que passa pelo território da Turquia, permite às companhias ocidentais desviar da Rússia e do Irão o fluxo de petróleo procedente do Azerbaijão e de outras repúblicas da Ásia Central, e desta forma reduzir a dependência do Golfo Pérsico.

A sua construção pelas companhias BOTAS Petroleum Pipeline Corporation e Bechtel Corporation (Bechtel Group), esta última intimamente vinculada ao presidente dos Estados Unidos, começou em 2002 e terminou em 2006, ao mesmo tempo que os Estados Unidos tratavam de estreitar as relações militares com a Geórgia, mediante o envio de assessores com a missão de treinar seu exército.

Esse oleoduto, com capacidade para transportar 1,0 milhão de barris de petróleo por dia, é o segundo maior do mundo e estende-se por 1.768 km, desde os campos de petróleo de Azeri-Chirag-Guneshli, na margem do Mar Cáspio,  Liga Baku, capital do Azerbaijão, passando por Tbilisi, capital da Geórgia, até ao porto de Ceyhan, no sudeste do Mediterrâneo, na costa da Turquia. O oleoduto Baku-Supsa leva 150.000 barris de petróleo por dia do Mar Negro até ao porto de Supsa na Geórgia. E o gasoduto Baku-Tbilisi-Erzrum (BTE,  transporta por ano, 6 milhões de metros cúbicos de gás do Azerbaijão para a Turquia).

Em nome do Terrorismo 1 – Eurásia (o Palco)
Em nome do Terrorismo 2 – George H. W. Bush (Pai Bush)
Em nome do Terrorismo 3 – William “Bill” Clinton
Em nome do Terrorismo 4 – George W. Bush (Filho Bush)
Em nome do Terrorismo 5 – Geopolítica do petróleo
Em nome do Terrorismo 6 – O grande jogo
Em nome do Terrorismo 7 – O Ocidente em xeque
Em nome do terrorismo 8 – O corredor do petróleo
Em nome do Terrorismo 9 – Os limites do poderio militar

 

Anúncios

8 comments on “Em nome do terrorismo 8 – O corredor do petróleo

  1. Pingback: Em nome do Terrorismo 2 – George H. W. Bush (Pai Bush) | A Arte da Omissao

  2. Pingback: Em nome do Terrorismo 3 – William “Bill” Clinton | A Arte da Omissao

  3. Pingback: Em nome do Terrorismo 5 – Geopolítica do petróleo | A Arte da Omissao

  4. Pingback: Em nome do Terrorismo 4 – George W. Bush (Filho Bush) | A Arte da Omissao

  5. Pingback: Em nome do Terrorismo 6 – O grande jogo | A Arte da Omissao

  6. Pingback: Em nome do Terrorismo 7 – O Ocidente em xeque | A Arte da Omissao

  7. Pingback: Em nome do Terrorismo 9 – Os limites do poderio militar | A Arte da Omissao

  8. Pingback: Em nome do Terrorismo 1 – Eurásia (o Palco) | A Arte da Omissao

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

Faça perguntas aos membros do Parlamento Europeu sobre o acordo de comércio livre, planeado entre a UE e o Canadá (CETA). Vamos remover o secretismo em relação ao CETA e trazer a discussão para a esfera pública!

%d bloggers like this: