A Arte da Omissao

Armas silenciosas para guerras silenciosas (6)

Silent Weapons for QuietWars  (tradução)

(6)

 Links dentro de «» e realces desta cor são da minha responsabilidade

ligne-rouge

 
CAPITAL APARENTE COMO “PAPEL” INDUTOR

Nessa estrutura, o crédito, apresentado como um elemento puro chamado “moeda”, tem a aparência de capital, mas efectivamente é capital negativo. Assim,  tem a aparência de um serviço, mas é de facto, endividamento ou débito.

É, portanto, uma indução económica em vez de capacidade económica, e se não for equilibrada de outra maneira, vai ser equilibrada com a redução da população (guerras, genocídios). O total de bens e serviços representam o capital real chamado de produto nacional bruto, e a moeda pode ser impressa até este nível e ainda assim representa capacidade económica; ma moeda impressa além deste nível (produto nacional bruto – Ndt) é subtractivo, representa a introdução a indução económica e constitui notas de endividamento.

A guerra é, portanto, um equilíbrio do sistema, ao matar os verdadeiros credores (o público ensinado por nós a trocar valor verdadeiro por moeda inflacionada),  recuando no que resta dos recursos da natureza e da regeneração desses recursos.

In this structure, credit, presented as a pure element called “currency,” has the appearance of capital, but is in effect negative capital.

Hence, it has the appearance of service, but is in fact, indebtedness or debt.

It is therefore an economic indu ctance instead of an economic capacitance, and if balanced in no other way, will be balanced by the negation of population (war, genocide).

The total goods and services represent real capital called the gross national product, and currency may be printed up to this level and still represent economic capacitance;

but currency printed beyond this level is subtractive, represents the introduction of economic inductance, and constitutes notes of indebtedness.

O Sr. Rothschild  descobriu, que a moeda lhe deu o poder de reorganizar estruturas económicas em seu próprio beneficio, mudar a indução económica para essas posições económicas que incentivarão uma maior instabilidade e oscilação económica.

Mr. Rothschild had discovered that currency gave him the power to rearrange the economic structure to his own advantage, to shift economic inductance to those economic positions which would encourage the greatest economic instability and oscillation.

A chave final para o  controlo económico, teve de esperar até haver dados suficientes e equipamentos informáticos de alta velocidade de cálculo, de forma a manter-se a vigilância apertada sobre as oscilações económicas criadas pelo choques de preços  e pelo excesso de papel de créditos – papel indutor / inflação.

1 2 3 4 5 6  8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20

The final key to economic control had to wait until there was sufficient data and high-speed computing equipment to keep close watch on the economic oscillations created by price shocking and excess paper energy credits – paper inductance/inflation .
O Sr. Rothschild tinha descoberto que a moeda deu-lhe o poder para reorganizar a estrutura econômica para sua própria vantagem, mudar indutância económica para esses cargos econômicos que incentivaria a maior instabilidade económica e a oscilação.
A guerra é, portanto, o equilíbrio do sistema, matando os credores true (o público que nos ensinaram a troca de verdadeiro valor de moeda inflacionada) e caindo para trás em tudo o que resta dos recursos da natureza e regeneração dos ursos dessas reso.
APPARENT CAPITAL AS “PAPER” INDUCTOR
Anúncios

21 comments on “Armas silenciosas para guerras silenciosas (6)

  1. Pingback: Armas silenciosas para guerras silenciosas (5) – Bilderberg « A Arte da Omissao

  2. Pingback: Armas silenciosas para guerras silenciosas – Bilderberg | A Arte da Omissao

  3. Pingback: Armas silenciosas paras guerras silenciosas (1) | A Arte da Omissao

  4. Pingback: Armas silenciosas para guerras silenciosas (2) | A Arte da Omissao

  5. Pingback: Armas silenciosas para guerras silenciosas (20) | A Arte da Omissao

  6. Pingback: Armas silenciosas para guerras silenciosas (19) | A Arte da Omissao

  7. Pingback: Armas silenciosas para guerras silenciosas (3) | A Arte da Omissao

  8. Pingback: Armas silenciosas para guerras silenciosas (4) | A Arte da Omissao

  9. Pingback: Armas silenciosas para guerras silenciosas (7) | A Arte da Omissao

  10. Pingback: Armas silenciosas para guerras silenciosas (8) | A Arte da Omissao

  11. Pingback: Armas silenciosas para guerras silenciosas (10) | A Arte da Omissao

  12. Pingback: Armas silenciosas para guerras silenciosas (11) | A Arte da Omissao

  13. Pingback: Armas silenciosas para guerras silenciosas (12) | A Arte da Omissao

  14. Pingback: Armas silenciosas para guerras silenciosas (13) | A Arte da Omissao

  15. Pingback: Armas silenciosas para guerras silenciosas (14) | A Arte da Omissao

  16. Pingback: Armas silenciosas para guerras silenciosas (15) | A Arte da Omissao

  17. Pingback: Armas silenciosas para guerras silenciosas (16) | A Arte da Omissao

  18. Pingback: Armas silenciosas para guerras silenciosas (17) | A Arte da Omissao

  19. Pingback: Armas silenciosas para guerras silenciosas (18) | A Arte da Omissao

  20. Pingback: Um terço é para morrer…. | A Arte da Omissao

  21. Pingback: Armas silenciosas para guerras silenciosas (9) | A Arte da Omissao

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on 28 de Novembro de 2010 by in Armas silenciosas para guerras silenciosas and tagged .

Navegação

Categorias

Faça perguntas aos membros do Parlamento Europeu sobre o acordo de comércio livre, planeado entre a UE e o Canadá (CETA). Vamos remover o secretismo em relação ao CETA e trazer a discussão para a esfera pública!

%d bloggers like this: