A Arte da Omissao

Armas silenciosas para guerras silenciosas (16)

Silent Weapons for QuietWars  (tradução de excertos)

(16)

Links dentro de «» e realces desta cor são da minha responsabilidade

 

CONSENTIMENTO, A PRINCIPAL VITÓRIA

O sistema de armas silenciosas opera sobre dados obtidos de um público que é dócil pela força jurídica (mas nem sempre legal).  Muita da informação é disponibilizada aos  programadores dos  sistemas de armas silenciosas através do serviço “Internal Revenue Service”.(See Studies in the Structure of the American Economy for an I.R.S. source list.)

Esta informação consiste na entrega imposta de dados bem organizados contidos nos formulários de impostos federais e estatais, os quais são colhidos e enviados através de trabalho escravo,  fornecido pelos empregadores e contribuintes.

Além disso, o número de tais formulários apresentadas ao i.r.s., é um indicador útil do consentimento público, um factor importante na decisão estratégica a seguir. Outras fontes de dados são fornecidos em pequena listas de input. (ver post nº 20)

Coeficiente de consentimento – feedback numérico que indica status da  vitória.

Base psicológica: quando o governo é capaz de colectar impostos e confiscar propriedade privada sem uma compensação justa, indica que o povo está no ponto ideal de rendição e indica também o seu consentimento à escravidão e à usurpação legal. Um indicador bom e facilmente quantificado do tempo da colheita é o número de cidadãos públicos que pagam imposto sobre rendimentos, apesar da evidente falta de serviço recíproco ou honesto por parte do governo.

1 2 3 4 5 6 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20

 

Anúncios

20 comments on “Armas silenciosas para guerras silenciosas (16)

  1. Pingback: Armas silenciosas para guerras silenciosas (15) – Bilderberg « A Arte da Omissao

  2. Pingback: Armas silenciosas para guerras silenciosas – Bilderberg | A Arte da Omissao

  3. Pingback: Armas silenciosas paras guerras silenciosas (1) | A Arte da Omissao

  4. Pingback: Armas silenciosas para guerras silenciosas (2) | A Arte da Omissao

  5. Pingback: Armas silenciosas para guerras silenciosas (20) | A Arte da Omissao

  6. Pingback: Armas silenciosas para guerras silenciosas (19) | A Arte da Omissao

  7. Pingback: Armas silenciosas para guerras silenciosas (3) | A Arte da Omissao

  8. Pingback: Armas silenciosas para guerras silenciosas (4) | A Arte da Omissao

  9. Pingback: Armas silenciosas para guerras silenciosas (5) | A Arte da Omissao

  10. Pingback: Armas silenciosas para guerras silenciosas (6) | A Arte da Omissao

  11. Pingback: Armas silenciosas para guerras silenciosas (7) | A Arte da Omissao

  12. Pingback: Armas silenciosas para guerras silenciosas (8) | A Arte da Omissao

  13. Pingback: Armas silenciosas para guerras silenciosas (10) | A Arte da Omissao

  14. Pingback: Armas silenciosas para guerras silenciosas (11) | A Arte da Omissao

  15. Pingback: Armas silenciosas para guerras silenciosas (12) | A Arte da Omissao

  16. Pingback: Armas silenciosas para guerras silenciosas (13) | A Arte da Omissao

  17. Pingback: Armas silenciosas para guerras silenciosas (14) | A Arte da Omissao

  18. Pingback: Armas silenciosas para guerras silenciosas (17) | A Arte da Omissao

  19. Pingback: Armas silenciosas para guerras silenciosas (18) | A Arte da Omissao

  20. Pingback: Armas silenciosas para guerras silenciosas (9) | A Arte da Omissao

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Informação

This entry was posted on 28 de Janeiro de 2011 by in Armas silenciosas para guerras silenciosas and tagged .

Navegação

Categorias

%d bloggers like this: