A Arte da Omissao

Armas silenciosas para guerras silenciosas (19)

Silent Weapons for QuietWars  (tradução de excertos)

(19)

Links dentro de «» e realces desta cor são da minha responsabilidade

LOGÍSTICAO êxito da aplicação de uma estratégia, requer um estudo cuidadoso dos factores de entrada e de saída,  e quais  as fontes de energia disponíveis para alimentar a estratégia. Este estudo é chamado de logística. Um problema logístico é estudado pela primeira vez no nível elementar. De seguida, níveis de maior complexidade são estudados como uma síntese dos factores elementares. Isso significa que um determinado sistema é analisado, ou seja, dividido em  subsistemas e, estes por sua vez são analisados, até que através desse processo, se chegue ao indivíduo.

PEQUENA LISTA DE ENTRADAS

Perguntas a serem respondidas: (1) o quê   (2) Quando  (3) Onde   (4) Como  (5) Porquê  (6) Quem

Fontes gerais de informação:(1) Escutas telefónicas  (2) Vigilância  (3) Análise de lixo  (4) Comportamento das crianças na escola

Padrão de vida por:(1) Alimentos  (2) Vestuário  (3) casa  (4) Transporte

Contactos sociais:(1) telefone – detalhado registo de chamadas   (2) família – certidões de casamento, certidões de nascimento, etc.  (3) amigos, associados, etc.  (4) associações em organizações  (5) filiação política

História pessoal: Hábitos de compras pessoais, ou seja, as preferências pessoais dos consumidores através: (1) verificação de  contas  (2) análise compras com cartão de crédito  (3) “tags” de compras com cartão de crédito – a compra de cartão de crédito dos produtos com o U.P.C. (Universal Product Code)

Activos: (1) verificação das contas (2) contas de poupança (3) imobiliário (4) negócios (5) automóveis, etc. (6) a segurança depósito no banco (7) mercado de acções

Passivo: (1) credores  (2) inimigos  (3) empréstimos (4) crédito ao consumo

Fontes dadas pelos governos (através de estratagemas) *: (1) Bem-estar  (2) Segurança Social (3) Excedentes de alimentos U.S.D.A. (4) as subvenções  (5) subsídios

*Princípio deste estratagema – o cidadão quase sempre facilita a recolha da informação fácil, se  poder operar sobre o “princípio da sanduíche gratuita” de “comer agora e pagar depois”.

Fontes dadas pelos governos (através da intimidação: (1)  (impostos) (2)  OSHA  agência federal dos Estados Unidos que regula a saúde e segurança no trabalho)  (3) censo

PADRÕES – PROGRAMAÇÃO: Os pontos fortes e fracos: (1) actividades (desporto, hobbies, etc.)  (2) medo, raiva, etc.- registo de crime)  (3) registos hospital (droga sensibilidades, reacção à dor, etc) (4) registos Psiquiatria (medos, raivas e repugna, adaptabilidade, reacções a estímulos, violência,  hipnose, dor, prazer, amor e sexo)

Métodos de enfrentar – de adaptabilidade – comportamento:(1) o consumo de álcool  (2) o consumo de drogas (3) Entretenimento (4) factores religiosos que influenciam comportamento (5) outros métodos de fuga da realidade

Pagamento modus operandi de pagamento (MO) – pagar no tempo, etc .: (1) pagamento de facturas de telefone (2) compras energia (eléctrica, gás,…)  (3) compras de água  (4) reembolso dos empréstimos (5) pagamento renda casa (6) pagamento veículos (7) pagamentos  de cartões de crédito

Sensibilidade política: (1) crenças (2) contactos (3) posição (4) pontos fortes/fracos (5) projectos/actividades

Entradas jurídicas – controle comportamental (desculpas para investigação, busca, prisão ou emprego da força para modificar o comportamento):(1) registos do Tribunal (2) registos da polícia  (3) registos de condução (4) relatórios apresentados à polícia (5) informações  das seguradoras (6) contestação ao poder instituído

INFORMAÇÕES DE ENTRADA NACIONAIS

Fontes de negócios (via i.r.s., etc.): (1) preços das mercadorias (2) vendas (3) investimentos  (a)  existências/inventário (b) máquinas e ferramentas de produção ( c)  edifícios e melhorias (d) mercado de acções

Fontes Diversas : (1) sondagens e inquéritos (2) publicações (3) registos de telefone (4) compras energia e utilitários

PEQUENA LISTA DE SAÍDA

Saídas – criação de  situações controladas – manipulação da economia, portanto, sociedade – controle de compensação e de rendimentos

Sequência: (1) Alocar oportunidades  (2) destruir  oportunidades

(3) controlo de:  ambiente económico,  da disponibilidade de matéria-prima,  capital,   taxas bancárias,  inflação da moeda,  posse da propriedade,  capacidade industrial, fabricação,  disponibilidade de mercadorias, preços das encomendas,  serviços de controlo e a força de trabalho, pagamentos a funcionários do governo,  funções legais, arquivos de dados pessoais – incorrigíveis pela parte caluniada,  publicidade, material disponível para visualização na TV,  desconectar a atenção das questões reais, emoções, formulários de impostos, vigilância, armazenamento de informações, funções legais, factores sociológicos, opções de saúde.

(4) criar a desordem, o caos e a insanidade  (5) concepção de  controles de formulários de impostos, (6) desenvolver análises psicológicas e perfis dos indivíduos.

1 2 3 4 5 6 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20

Anúncios

20 comments on “Armas silenciosas para guerras silenciosas (19)

  1. Pingback: Armas silenciosas para guerras silenciosas (18) – Bilderberg « A Arte da Omissao

  2. Pingback: Armas silenciosas para guerras silenciosas – Bilderberg | A Arte da Omissao

  3. Pingback: Armas silenciosas paras guerras silenciosas (1) | A Arte da Omissao

  4. Pingback: Armas silenciosas para guerras silenciosas (2) | A Arte da Omissao

  5. Pingback: Armas silenciosas para guerras silenciosas (20) | A Arte da Omissao

  6. Pingback: Armas silenciosas para guerras silenciosas (3) | A Arte da Omissao

  7. Pingback: Armas silenciosas para guerras silenciosas (4) | A Arte da Omissao

  8. Pingback: Armas silenciosas para guerras silenciosas (5) | A Arte da Omissao

  9. Pingback: Armas silenciosas para guerras silenciosas (6) | A Arte da Omissao

  10. Pingback: Armas silenciosas para guerras silenciosas (7) | A Arte da Omissao

  11. Pingback: Armas silenciosas para guerras silenciosas (8) | A Arte da Omissao

  12. Pingback: Armas silenciosas para guerras silenciosas (10) | A Arte da Omissao

  13. Pingback: Armas silenciosas para guerras silenciosas (11) | A Arte da Omissao

  14. Pingback: Armas silenciosas para guerras silenciosas (12) | A Arte da Omissao

  15. Pingback: Armas silenciosas para guerras silenciosas (13) | A Arte da Omissao

  16. Pingback: Armas silenciosas para guerras silenciosas (14) | A Arte da Omissao

  17. Pingback: Armas silenciosas para guerras silenciosas (15) | A Arte da Omissao

  18. Pingback: Armas silenciosas para guerras silenciosas (16) | A Arte da Omissao

  19. Pingback: Armas silenciosas para guerras silenciosas (17) | A Arte da Omissao

  20. Pingback: Armas silenciosas para guerras silenciosas (9) | A Arte da Omissao

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on 30 de Janeiro de 2011 by in Armas silenciosas para guerras silenciosas and tagged .

Navegação

Categorias

%d bloggers like this: