A Arte da Omissao

A Líbia depois de Kadafi

 26/01/2012  – Amnistia Internacional lamenta torturas na Líbia

Tripoli – Vários supostos ex-kadafistas morreram depois de terem sido torturados, lamentou nesta quinta-feira a organização de defesa dos direitos humanos Amnistia Internacional, que alerta para o uso “generalizado” da tortura na Líbia.

Enviados da ONU tinham manifestado na quarta-feira os seus crescentes temores em relação às “brigadas revolucionárias” na Líbia, acusadas de causar um aumento dos distúrbios e de manter milhares de pessoas detidas em centros secretos.

Leia mais em: http://exame.abril.com.br/economia/politica/noticias/anistia-internacional-lamenta-torturas-na-libia

 28 Janeiro 2012 Amnistia e Médicos Sem Fronteiras denunciam que na Líbia pós-Kadafi tortura-se até a morte

A tortura dos prisioneiros, em alguns casos até a morte, seguem vigentes na Líbia pós-Kadafí. Estas violações foram denunciadas por várias organizações humanitárias. “Vários presos foram mortos pelos milicianos armados em Tripoli, ou Misrata ou nos seus arredores em circunstâncias que sugerem tortura”, afirma a Amnistia Internacional (AI) através de um comunicado.

A tortura foi infligida pelas entidades militares e de segurança reconhecidas oficialmente, assim como pela multidão de milícias armadas que actuam fora de qualquer marco legal.

Depois de todas as promessas em colocar sob controle os centros de detenções, é horrível descobrir que não ocorreu nenhum avanço para por fim ao uso da tortura”, declarou da Líbia Donatella Rovera, assessora geral sobre respostas à crise da Amnistia Internacional.

“Não sabemos de nenhuma investigação adequada sobre os casos de tortura, nem aos sobreviventes e  familiares de quem foi morto na prisão, não tiveram recursos à justiça, nem receberam indemnização alguma pelo que sofreram”.

Ainda que muitos presos nos tenham contado as suas experiências de tortura, alguns estavam demasiado assustados para falar – com medo de poderem sofrer torturas piores se falassem – e limitaram-se a mostrar suas feridas”.

Os presos, tanto cidadãos líbios como de outros países da África Subsaariana, disseram à Amnistia Internacional que foram suspensos em posturas forçadas; foram golpeados durante horas com chicotes, cabos, mangueiras de plásticos, correntes, barras de metálicas e paus, e em alguns foram aplicados descargas eléctricas com cabos e armas de electrochoque tipo Taser.

Leia mais em: http://diarioliberdade.org/index.php?option=com_content&view=article&id=23839:anistia-e-medicos-sem-fronteiras-denunciam-que-na-libia-pos-kadafi-tortura-se-ate-a-morte&catid=242:repressom-e-direitos-humanos&Itemid=156

28 de Janeiro, 2012 Presos na Líbia dizem estar a ser torturados

A organização de ajuda humanitária Médicos Sem Fronteiras anunciou esta semana que suspendeu os seus trabalhos numa das prisões de Misrata, devido ao preocupante aumento dos casos de tortura.

As acusações foram feitas exactamente cem dias depois da violenta morte de Khadafi, que governou a Líbia por mais de quatro décadas.

Leia mais em: http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2012/01/120128_libia_tortura_dg.shtml

 ————————————————————————-

E agora? Vai ser necessária uma nova  missão da NATO, para defender o povo Líbio, ou os objectivos camuflados da NATO  e dos U.S.A estão atingidos?

Que vergonha eu tenho de pertencer a um país que compactuou e continua a compactuar com

com a violação às  soberania das Nações e ingerência nos assuntos internos dos outros

Estados.

Anúncios

One comment on “A Líbia depois de Kadafi

  1. maria celeste ramos
    14 de Fevereiro de 2012

    Mas Guantânamos há muitos – quem se recorda de ver soldados (e soldadas) dos USA martirizando e humilhando muçulmanos, despindo-os e fazendo-os ajoelhar, batendo e rindo (um dos soldados era UMA soldada) no Iraque, no Afeganistão, e por aí, tendo sido a deputada Ana Gomes a denunciar as viagens pelas Lages, de prisioneiros a serem devolvidos para serem tratados, ainda pior, não sei onde ?? ai que não consigo pormenorizar todos os horrores que vejo quase diariamente nos noticiários da TV (mas nada em imprensa escrita) enquando a censura não condicionar e “regular” todos os que devemos e não devemos ver e saber – mas não se calam com esta TROIKA que me encaganita há meses – e que HORROR é aquela invenção com grande contentamento ministerial de governo anterior a este (e muito vontente a explicar que nãp magoava ninguém só o faria parar e não fugir), da invenção e uso, da taser, em prisioneiro que, igualmente, se ajoelhou, mas agora de dor, e que mesmo assim o portador da taser continuou a mutilar. A actual violência já com armas mais e mais sofisticadas é intolerável e inexplicável – inumana – e “escola” de horror para ser visto pela juventude que habita locais despromovidos urbanistica e culturalmente, onde há pobreza e revolta e é local onde a violªencia se acolhe mais facilmente – o ser humano deixou de ter valor algum e nem “piegas” pode ser, se e quando quizer

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on 13 de Fevereiro de 2012 by in Líbia and tagged , , , .

Navegação

Categorias

Faça perguntas aos membros do Parlamento Europeu sobre o acordo de comércio livre, planeado entre a UE e o Canadá (CETA). Vamos remover o secretismo em relação ao CETA e trazer a discussão para a esfera pública!

%d bloggers like this: