A Arte da Omissao

ACORDEM

Construtora do Tâmega – A escravatura moderna

“Trinta trabalhadores da Construtora do Tâmega, na Mauritânia, estão há três meses com salários em atraso. Estes portugueses estão a construir estradas naquele país africano”.


Na reportagem da TSF mais a baixo, não querem ser identificados pois receiam sofrer  represálias. Mas as esposas também têm medo de represálias. A maior parte destas famílias depende dos salários dos maridos, que não chegam  da Mauritânia.

“há dias alguns trabalhadores estiveram quase a regressar a Portugal. Na véspera do embarque, a empresa disse-lhes que só lhes dava os bilhetes se assinassem a rescisão de contrato”- referiu Sérgio Graça do Sindicato da Construção do Sul.

Fonte: http://www.tsf.pt/paginainicial/AudioeVideo.aspx?content_id=2357874

Links RelacionadosSindicato acusa Construtora do Tamega de fazer depender regresso de trabalhadores da Mauritânia de rescisão de contratos

Mauritânia: Governo português promete averiguar situação de trabalhadores

####

Estamos  a perder o que nos distingue do comum animal. Não lhes pagam..está difícil.. mas os bilhetes de regresso a Portugal, só seriam entregues se assinassem a rescisão dos contractos.  Que pobreza de seres humanos!  

 

5 comments on “Construtora do Tâmega – A escravatura moderna

  1. Maria Celeste Ramos
    13 de Março de 2012

    Pois é – mais uma decisão e organização de homens “macho” muito sábios e HOmanos – embora comeca a aparever nestas redes clandestinas algumas mulheres – quem diria mas é – os bonsexemplos pegam

    Gostar

  2. Mag
    6 de Junho de 2012

    Infelizmente a Construtora do Tâmega tem alguns colaboradores com falta de escrúpulos e sentido de justiça.

    Gostar

  3. PAULO FILIPE
    12 de Agosto de 2013

    Só tenho que lamentar esta situação da construtora do Tâmega porque foi a empresa que me deu o ser á 32 anos ,já se falava da entrada no ano 1988 para a administração de uns senhores que iam rebentar com a empresa e aconteceu.
    Comecei nesta empresa como auxiliar menor do engº Almeida no auto estrada da
    Mealhada .
    Não foi falta de aviso das pessoas mais velhas que ali trabalhavam .

    PAULO FILIPE

    Gostar

  4. Eunice Louro
    23 de Setembro de 2014

    Eng.Jose Francisco da Silva Fonseca,Eng.Alberto Pedro da Fonseca,Eng.Joaquim Adelino Pereira da Mota,Eng.António José Teixeira de Sousa,Eng.Helder Romeu de Sousa Gomes Duarte,Dra.Paula Mascarenhas Batista Coelho,entre outros, estes foram alguns dos principais elementos que levaram a Construtora do Tâmega,S.A.,a entrar na situação em que se encontra.

    Gostar

    • urantiapt
      23 de Setembro de 2014

      Espero que a Eunice não seja um dos muitos alvos. Se sim, desejo-lhe tudo de bom. Esses senhores que fala, por onde andam?

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Informação

This entry was posted on 13 de Março de 2012 by in Portugal and tagged , , , .

Navegação

Categorias

Follow A Arte da Omissao on WordPress.com
%d bloggers like this: