A Arte da Omissao

ACORDEM

Ron Paul e o CISPA

Na semana em que os legisladores votarão sobre o CISPA (Cyber Intelligence Sharing and Protection Act), o candidato a presidente do Estados Unidos, Ron Paul tem criticado firmemente esta legislação no intuito de sensibilizar o público para os perigos que este projecto de lei coloca à internet livre e aberta.

“CISPA serve essencialmente à monitorização da Internet, e se passar, permitirá que o governo federal e empresas privadas, visualizem as vossas comunicações confidenciais sem nenhuma fiscalização judiciária, mascaradas, obviamente, em  nome da segurança cibernética,” observa Paul no seu discurso semanal do Texas Straight Talk.

“A escrita deste projecto lei é perigosamente vago e permitirá que o departamento de segurança interna saque informações pessoais contidas nos vossos e-mails ou noutras comunicações on-line,” insistiu Paul.

“Permitirá também que e-mails e outras informações privadas encontradas on-line, possam ser usadas para fins muito além de qualquer definição razoável do combate ao terrorismo cibernético”.

Tanto a (FEP) e (CDT) confirmam que o CISPA efectivamente visa legislar a monitorização e recolha de comunicações on-line sem o conhecimento dos visados, canalizando esses dados  diretamente para a Agência de Segurança Nacional ou para o  Cybercommand DOD.

Nos últimos dias, este projecto de lei tem atraído vários novos patrocinadores, elevando o seu número para 112  membros do Congresso.

CISPA representa uma forma alarmante do corporativismo que interlaça governos com empresas como a Google e o Facebook,” continua a congressista. “Permite-lhes entregar as vossas comunicações privadas a funcionários do governo sem um mandado, ignorando por completo as leis federais conhecidas e estabelecidas como as leis Wiretap e Electronic Communications Privacy”.

“Também garantirá ampla imunidade em acções judiciais, deixando-o sem forma de recorrer por invasão de privacidade,”, acrescentou.

Paulo apelida-o de “recurso de Big Brother” que corta nos “recursos do sector industrial privado para trabalhar para o nefasto efeito de espionagem sobre o povo americano”.

“Só podemos esperar que o povo americano responda ao CISPA como respondeu com o SOPA em Janeiro,” conclui a congressista.

Fonte: http://www.infowars.com/ron-paul-slams-internet-control-bill-cispa/

####################

CISPA se passar, vai permitir que os fornecedores de Internet, redes sociais e qualquer outro meio  de comunicações da Internet, monitorizem os seus clientes e passem  informações dos mesmos para o governo sem qualquer controlo judicial.  Isto quer dizer que o kernel da Internet fica  sob controlo do governo e agências, pretensão já demasiado evidente.

Não pensem com a forma mais cómoda. Isto é na América, não é cá em Portugal. A internet não tem fronteiras, para não falar nas nações subservientes que a troco de favores e afins, serão obrigadas a implementar a mesma lei.

A LIBERDADE DA INTERNET VALE OURO 

One comment on “Ron Paul e o CISPA

  1. Pingback: A magnitude da espionagem mundial da NSA | A Arte da Omissao

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Informação

This entry was posted on 23 de Abril de 2012 by in Internet, Nova Ordem Mundial and tagged , , , , , , , .

Navegação

Categorias

Follow A Arte da Omissao on WordPress.com
%d bloggers gostam disto: