A Arte da Omissao

ACORDEM

Ron Paul Versus Obama – as grandes 10 diferenças

 Ron Paul anunciou  no dia 14 o fim da sua campanha para as primárias

Não iremos gastar mais recursos nas campanhas para as primárias que faltam”, disse Ron Paul.

O político Ron Paul chamou-me a atenção pela primeira vez ao o ouvir  falar claramente acerca dos Bilderberg e da Comissão Trilateral. Quem neste mundo e ainda mais um congressista, tem a coragem de abertamente falar sobre entidades que pertencem à uma teoria da conspiração. Daí o meu interesse em acompanhar os seus passos.

A seguir apresento a tradução de um artigo que regista as grandes 10 diferenças entre Paul e Obama, diferenças essas, passíveis de serem comprovadas quando se conhece a história política dos dois. Embora tenha terminado a sua campanha, vivemos tempos de grandes mudanças e quero ainda acreditar que Paul desempenhe um papel importante nela.

  Ron Paul é a favor da descriminalização da marijuana e do fim à guerra das drogas

Ron Paul, sempre lutou pela descriminalização do uso da marijuana e pelo fim da guerra falhada em matéria de drogas. Embora ele não promova o seu uso, entende que o tratamento aos fumadores é criminoso em termos éticos, morais e economicamente errado. 

Ron Paul apoia a liberdade de escolha na alimentação

Com Ron Paul, o FDA seria forçado a terminar os seus viciosos ataques armados a agricultores Amish e produtores de leite cru, ao contrário de Obama que abertamente permitiu tais ataques armados, recusando-se mesmo a tomar uma posição para a liberdade de alimentos na América. Ron Paul sempre apoiou a liberdade. A Liberdade é o componente mais importante da abundância. Quando não se é livre para escolher o que se deseja comer, o tabaco que ser quer fumar, o nosso próprio tipo de medicina e de saúde, deixamos de ser um cidadão e passamos a ser um escravo. Ron Paul quer a saída do Grande Governo da vida dos cidadãos, longe das suas cozinhas, fora dos seus armários de medicamentos e longe dos seus filhos.

Ron Paul quer eliminar a censura da FDA às alegações de saúde cientificamente validadas através do uso de ervas,  suplementos nutricionais e remédios naturais

Com Bush e Obama, o FDA continua a censurar as alegações de saúde cientificamente validadas pelo uso de ervas  ervas medicinais, homeopatia e suplementos nutricionais, com o total apoio da casa branca. Obama é apenas um fantoche das corporações que detêm o negócio da Saúde (o grande negócio dos medicamentos), o que significa que ele faz tudo o que as corporações poderosas lhe dizem para fazer – especialmente as empresas de Wall Street e a Big Pharma (Grande farmacêutica). Daí não ser surpresa que não tenha tomado uma posição de apoio à liberdade na saúde, à liberdade de escolha de alimentos e suplementos alimentares.

Desde 2007 que Ron Paul empurra ano após ano, o projecto lei da protecção da liberdade na saúde, trabalhando incansavelmente para a legalização da nutrição na América e na restauração do discurso livre sobre ervas usadas na medicina chinesa, ervas medicinais ocidentais e suplementos diatéticos. Obama cumpre a grande ordem de manter as pessoas ignorantes e desnutridas. Ron Paul quer restaurar o direito de saber a verdade sobre suplementos e medicina natural. Em 2005 Paul disse:

“A lei da protecção da liberdade na saúde irá forçar que a FDA finalmente cumpra as directrizes  do Congresso, da First Amendment  e do povo americano, as quais se resumem na codificação das normas standards da First Amendment, adoptadas pelos tribunais federais. Especificamente, este projecto lei parará a censura da FDA às verdadeiras reivindicações sobre os efeitos curativos ou preventivas de suplementos diatéticos e adoptará o uso sugerido pelo tribunal federal, da isenção de responsabilidade como alternativa à censura. Mais, também parará  a FDA de proibir a distribuição de artigos científicos e publicações sobre o papel dos nutrientes na protecção contra as doenças.” – Leia mais AQUI.

Ron Paul quer fechar as prisões secretas como Gitmo, enquanto  Obama quer expandi-las e enchê-las com Americanos!

É já do conhecimento comum que Obama mentiu quando disse que iria encerrar Guantanamo. Também já é do conhecimento comum, que Obama assinou a lei NDAA (lei de autorização nacional de defesa) na véspera do novo ano de 2012. O NDAA concede ao governo dos EUA o direito “legal” de “deter indefinidamente” cidadãos americanos, atirá-los para prisões militares secretas, interrogá-los e até mesmo matá-los sem a abertura do devido processo legal. Tudo isso passa agora a ocorrer sem uma pessoa ser acusada de algum crime e sem lhe ser permitido recorrer ao Tribunal.

Obama calmamente assinou esta lei no ano novo, esperando que ninguém notasse. Mostrou o seu nível moral bem baixo, usar a calada da noite que antecede o grande feriado onde metade da nação está ressacado com álcool. Percebe-se o porquê da cerimónia da assinatura  não ter tido cobertura pela CNN, ou não?  Talvez porque os nacionais traidores não quisessem que os seus crimes contra a Constituição dos Estados Unidos fossem guardados no filme de uma câmara.

Ao assinar esta lei, Obama violou o seu próprio juramento, anulou a Bill of Rights (Carta dos direitos dos Cidadãos) e essencialmente cometeu um acto de violação dos direitos civis contra o povo da América.  

Ron Paul, sem medos, foi dos poucos que se opôs-se abertamente e com firmeza contra a lei ilegal NDAA, que descaradamente e arrogantemente viola tanto a Constituição dos Estados Unidos como a Carta de Direitos / Bill of Rights. Este único ponto por si só, supera tudo o mais que se possa pensar de Ron Paul. Mesmo que não se concorde com ele sobre outras questões, nada disso realmente importa quando se pode estar a apodrecer bem longe numa prisão militar secreta, por ousar protestar por exemplo num parque público.  Os direitos dos cidadãos devem ser defendidos  a todo o custo no Mundo inteiro. Sem o respeito por esses direitos, passamos a ser escravos.

Ron Paul é anti-guerra, Obama é pró-guerra.

Ron Paul está solidamente contra as guerras. Embora concorde com a necessidade de “defender as suas costas”, também acredita que os Estados Unidos não tem nenhuma autoridade moral (nem estabilidade financeira) para se envolver  numa acção de policiamento global, para intervir nos negócios das Nações, especialmente no Médio Oriente.

Ron Paul quer acabar com o Fed (reserve federal) e parar com o socorrer os banqueiros ricos, enquanto Obama vende-se a Wall Street

Não deixa de ser surpreendente que, sob a administração de Obama, os vigaristas do Wall Street como Joni Corzine, se tenham envolvido no roubo de biliões de dólares  a fazendeiros americanos e investidores e ainda ninguém foi indiciado, processado ou criminalmente cobrado por esses crimes.

Sob a administração de Obama, crimes de colarinho branco obtêm uma piscadela e um aceno. É um facto,  porque pessoas como o vice-presidente Joe Biden realmente adora Jon Corzine. Os vigaristas de Wall Street foram alguns dos que mais contribuíram para a campanha de eleição de Obama, e neste momento continuam a promover  Obama e Mitt Romney.

Ron Paul, por outro lado, não obtém nenhum apoio dos banqueiros, porque é ponto de honra para ele acabar com o reinado do Fed, terminar com os desastrosos salvamentos de triliões de dólares e deter o roubo de dinheiro dos contribuintes, pela elite abastada. Mais uma vez, este motivo por si só é marcante. Ron Paul é o  único candidato que não dá suporte aos criminosos financeiros de Wall Street.

Talvez por isso os órgãos de  comunicação corporativa continuam a difamá-lo nas notícias... mostrando o quanto estão nas mãos dos bandidos de  Wall Street.

Ron Paul não precisa de um teleponto para dizer no que acredita e a sua mensagem tem permanecido consistente há mais de 25 anos

Ron Paul não precisa de teleponto. Não tem que manter o controlo das mentiras  ditas  num determinado discurso para um determinado grupo. Ele tem expressado o que acredita ao longo dos  anos com alma e sem medos. A sua mensagem é a mesma caso esteja em Iowa, New Hampshire ou Texas. É honesto, confiável e ético.  Qualidades mais que suficientes para um bom líder.

Ron Paul não é realmente um republicano leal

Isto deve ser um alívio para os democratas. A maioria dos republicanos de hoje é tão corrupta como os democratas. Começam guerras  e distribuem triliões de dólares em resgates e contractos do governo aos  seus amigos corruptos. Ron Paul não é assim. É uma pessoa humilde, muito inteligente e baseado em princípios que frequentemente o obrigam a votar contra leis votadas favoravelmente por companheiros seus republicanos, por serem contrárias à Constituição dos Estados Unidos.

Ron Paul quer legalizar de novo a liberdade de expressão

É interessante analisar como muitos dos manifestantes OWS (Occupy Wall Street Movement) estão agora a ser forçados a pagar tarifas diárias para terem o “privilégio” de protestar. E ainda se pensa que a América é um país livre. Não é. 

Agora a pulverização com gás pimenta pelo Estado policial já começou, tudo sob o olhar de Obama, está  claro. Obama tem que aplicar a Lei NDAA (lei de autorização nacional de defesa), e enviar americanos para prisões militares secretas e privá-los dos seus direitos. Obama encarna a oposição à First Amendment  e à liberdade de expressão. É um facto. Obama é o oposto da liberdade.

Ron Paul luta pela Carta dos Direitos e pela  Constituição dos Estados Unidos há décadas. Ele detém o recorde na sua defesa e não tem vacilado. Tem lutado pelas liberdades do povo Americano numa forma nunca usada por outro democrata ou republicano.

Ron Paul quer investigar criminalmente os bandidos em Washington

A maioria dos Democratas e republicanos são todos uns vigaristas que apenas encobrem as costas uns dos outros. Sim, você rapta uma criança, mas eu roubei um bilião de dólares dos contribuintes, vamos acordar em ficar calados.  É o que acontece em Washington D.C. quase diariamente.

Ron Paul acha que  os funcionários eleitos devem seguir a lei. Que conceito! Ele também acredita que o procurador geral Eric Holder não deve mandar armas para o México como parte de um embuste encenado para culpar a Second Amendment.

Quem mais se atreve a dizer que os burocratas de Washington são bandidos e que devem ser investigados criminalmente pelos  seus crimes contra o povo?  Ron Paul destaca-se da corrupção sem lei que reina em Washington D.C. Ele é o  “anti-insider”, o  homem que efectivamente ameaça todo o sistema corrupto (e é por isso que a imprensa o mancha todos os dias). Foi por isto, que as recentes votações em Iowa foram falsificadas e manipuladas, de forma a garantir que Ron Paul não as ganhasse (admitido abertamente pelos líderes republicanos na rádio local). Os bandidos em Washington  não querem que Ron Paul se torne  Presidente. É motivo suficiente para o colocarem num escritório!

Fonte: http://www.naturalnews.com/034630_Ron_Paul_democrats_liberals.html

#############

Ron Paul para mim representa a luta por um ideal e um verdadeiro patriota. Espero que nenhum mal lhe aconteça.  Cá em Portugal, estamos a necessitar de vários clones de Ron Paul, pois e falo por mim, a classe política que  tem passado por cá nos últimos anos já mete nojo.  O actual então nem se fala. Patriotismo passa-lhes ao lado. Ideais não têm. Tudo roda à volta de um sistema corrupto. Quem os vai julgar por venderem Portugal e os Portugueses?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Informação

This entry was posted on 21 de Maio de 2012 by in Sociedade, USA, vídeos and tagged , , , , .

Navegação

Categorias

Follow A Arte da Omissao on WordPress.com
%d bloggers like this: