A Arte da Omissao

A história dos Rothschild – Parte 7

Continuação da linha do tempo:(1876)

1876: Otto von Bismarck diz:

“A divisão dos Estados Unidos em duas federações de igual força foi decidida muito antes da guerra civil, pelo alto poder financeiro da Europa. Estes banqueiros tinham medo que os Estados Unidos como um só bloco atingissem a independência económica e financeira, o que perturbaria a  sua dominação financeira no mundo. A voz dos Rothschilds predominou. Eles previram o enorme espólio caso pudessem substituir as duas democracias débeis e em dívida para com os financiadores, numa República vigorosa e confiante. Assim, começaram pelos seus emissários na exploração da questão da escravidão e cavaram um enorme abismo entre as duas partes da República.” 

1879: Lionel de Rothschild morre.

1880: Agentes de Rothschild começam a instigar uma série de pogrons (ataques violentos) predominantemente na Rússia, mas também na Polónia, Bulgária e Roménia. Esses pogrons resultaram no extermínio de milhares de judeus inocentes e na fuga de cerca de 2 milhões para Nova Iorque, Chicago, Filadélfia, Boston e Los Angeles.

A razão do início destes pogroms, era criar uma grande base judaica na América, que quando eles chegassem, seriam educados para se registrarem como eleitores democratas. Cerca de vinte anos depois, isso resultaria numa base de poder maciço e democrático nos Estados Unidos foi usado para eleger homens de frente Rothschild como Woodrow Wilson, à Presidência, para realizarem a licitação dos Rothschilds.

1881: Presidente James A. Garfield (vigésimo presidente dos Estados Unidos que durou apenas 100 dias) afirmou  duas semanas antes de ser assassinado:

“Quem controlar o volume de dinheiro no nosso país é mestre absoluto de toda a indústria e comércio. Quando o povo americano perceber que todo o sistema é facilmente controlado, de uma forma ou outra, por um punhado de homens poderosos do topo, não será necessário dizer-lhe como os períodos de inflação e depressão são originados.”

Edmond James de Rothschild tem um filho, Maurice de Rothschild.

1883: Depois de 6.000 pés de túnel escavado, (túnel que ligaria França à Inglaterra, o governo britânico interrompe-o, citando ser uma ameaça à segurança da Grã-Bretanha.

1885: Nathaniel Rothschild, filho de Lionel De Rothschild, torna-se o primeiro par judeu e ganha  o título de Lord Rothschild.

1886: O banco francês de Rothschild, Rothschild Frères obtém quantidades substanciais de campos de petróleo da Rússia  e forma a companhia Caspian and Black Sea Petroleum, que rapidamente se torna no segundo maior produtor mundial de petróleo.

1887: Edward Albert Sassoon, traficante de ópio na China, casa-se com Aline Caroline de Rothschild, neta de Jacob (James) Mayer Rothschild.  Após a morte de Jacob, o pai de Aline Caroline, Gustave e seu irmão Alphonse, assumiram o braço francês dos Rothschild.

Os Rothschilds financiam a fusão das minas de diamantes de Kimberley na África do Sul. Posteriormente tornam-se  nos maiores accionistas da empresa De Beers e das minas de pedras preciosas em África e Índia.

1888: Nasce Noémie Halphen, futura esposa de Maurice de Rothschild.

1891: O líder do Partido Trabalhista britânico faz a seguinte declaração acerca dos Rothschild,

“Este grupo de sugadores de sangue têm sido a causa de prejuízos incalculáveis e de miséria na Europa durante o presente século  e têm acumulado a sua prodigiosa riqueza, principalmente a fomentar guerras entre Estados que nunca deveriam brigar. Sempre que há problemas na Europa, sempre que circulem rumores de guerra e as mentes dos homens sejam destroçados pelo medo da mudança e calamidade, tenham a certeza que um nariz adunco Rothschild está a fazer os seus jogos perto da região do disturbio”(Fabuloso. Já naquele tempo havia amantes das teorias de conspiração-NdT)

Comentários como o anterior, preocupam os Rothschilds e no final de 1800 eles compraram a Agência de Notícias Reuters, para poderem ter algum controle sobre os Mídias.

1895: Edmond James de Rothschild, filho mais novo de Jacob (James) Mayer Rothschild visita a Palestina e subsequentemente financia lá a fundação da primeira colónia judaica. Acção esta para promover o seu objectivo de a longo prazo criar um país propriedade dos Rothschild.

1897: Os Rothschilds fundam o Congresso sionista para promover o sionismo (movimento político que tem como único objectivo o de mover todos os judeus para Estado-Nação singularmente judaico) e organizam a sua primeira reunião em Munique. No entanto, devido à extrema oposição dos judeus locais, que estão muito felizes onde estão, esta reunião teve que ser movida para Basle na Suíça e ocorre a 29 de Agosto. A reunião é presidida pelo judeu Ashkenazi, Theodor Herzl, que teria escrito no seu diário:

É essencial que o sofrimento dos judeus piore, pois é ele que nos vai ajudar a realizar os  nossos planos. Eu tenho uma ideia excelente. Eu irei induzir os anti-semitas a liquidarem a riqueza judaica. Os anti-semitas vão ajudar-nos quando reforçarem a perseguição e a opressão aos judeus. Os anti-semitas serão os nossos melhores amigos.” 

Herzl é posteriormente eleito Presidente da Organização Sionista que adopta o “Rothschild Red Hexagram or Sign” como bandeira sionista e que 51 anos mais tarde vai acabar por aparecer na  bandeira de Israel.  Edward Henry Harriman torna-se director da Union Pacific Railroad e passa a assumir o controle da Southern Pacific Railroad. Tudo isto financiado pelos Rothschilds.

1898: Morre Ferdinand de Rothschild

1901: Os judeus das colónias criadas na Palestina por Edmond James de Rothschild, enviam uma delegação e dizem-lhe:

“Se deseja salvar a Yishuv (comunidade judia), tire primeiro as mãos dela e de uma vez por todas deixe os colonos corrigirem o que for necessário corrigir.”

Edmond James de Rothschild fica bravo e afirma: “eu criei sozinho  a Yishuv. Portanto, nenhum homem, nem colonos ou organizações têm o direito de interferir nos meus planos.”

A casa bancária de Rothschild em Frankfurt na Alemanha, M. A. Von Rothschild und Söhne, fecha porque não há nenhum herdeiro homem de Rothschild para pegar nela.

1902: Nasce Philippe de Rothschild.

Fonte:  http://www.rense.com/general88/hist.htm 

A história dos Rothschild – Parte 8

A história dos Rothschild – Parte 1  – A história dos Rothschild – Parte 2  –   A história dos Rothschild – Parte3 

A história dos Rothschild – Parte 4 –  A história dos Rothschild – Parte 5   –  A história dos Rothschild – Parte 6

 

realces de frases  com esta cor  são da minha responsabilidade

15 comments on “A história dos Rothschild – Parte 7

  1. M. Cezar
    23 de Junho de 2012

    Interessante a parte 8 da história.
    Pelo que me parece, o facto de os judeus alegarem que têm o direito das terras de Israel por primogenitura acabou servindo como pretexto para os Rothschilds promoverem guerras afim de tomar posse da região ainda não conquistada… o Irã! Esta guerra está próxima, porém existe uma outra tese sobre ela, mas ao invés de te cortar vou esperar sua continuação sobre a linhagem. Depois eu comento.

    Ótimas fontes, Urantiapt. Continue… é necessário!

    Gostar

  2. M. Cezar
    23 de Junho de 2012

    Essa parte da história é interessante.
    Então foi nessa época que os Rothschilds perceberam a importância de dominar a mídia… certo! Parece que eles se mostram extremamente eficientes nisso até nos dias de hoje. Ainda há gente que acredita no que se passa na TV justamente por ser praticamente a única fonte de informação para a grande massa. Não pra mim! Pode-se acreditar em apenas 10% no que se vê nos jornais, o resto pode esquecer. Se quiser realmente saber o que acontece neste mundo, é melhor procurar por conta própria, fontes fiéis, há bastante pelos arredores, só não são divulgados!

    Gostar

    • urantiapt
      23 de Junho de 2012

      Ainda não fiz essa análise, mas quase que apostaria que na reuniões anuais dos Bildergerd, cada país terá uma presença constante de alguma forma ligada à comunicação social.O Sr. Pinto Balsemão, nosso fiel representante, não estará de certo sozinho.

      Gostar

  3. Pingback: A história dos Rothschild – Parte 8 « A Arte da Omissao

  4. Pingback: A história dos Rothschild – Parte 9 « A Arte da Omissao

  5. Pingback: A história dos Rothschild – Parte 6 « A Arte da Omissao

  6. Pingback: A história dos Rothschild – Parte 10 « A Arte da Omissao

  7. Pingback: A história dos Rothschild – Parte 10 « A Arte da Omissao

  8. Pingback: A história dos Rothschild – Parte 11 « A Arte da Omissao

  9. Pingback: A história dos Rothschild – Parte 12 « A Arte da Omissao

  10. Pingback: A história dos Rothschild – Parte 13 « A Arte da Omissao

  11. Pingback: A história dos Rothschild – Parte 14 « A Arte da Omissao

  12. Pingback: A história dos Rothschild – Parte 15 « A Arte da Omissao

  13. Pingback: A história dos Rothschild – Parte 14 | A Arte da Omissao

  14. Pingback: A história dos Rothschild – Parte 15 | A Arte da Omissao

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

Faça perguntas aos membros do Parlamento Europeu sobre o acordo de comércio livre, planeado entre a UE e o Canadá (CETA). Vamos remover o secretismo em relação ao CETA e trazer a discussão para a esfera pública!

%d bloggers like this: