A Arte da Omissao

Contra a corrente

As alterações feitas à Taxa Social Única podem resultar na perda de 68 mil postos de trabalho e no aumento do desemprego de longa duração.

É o resultado do estudo levado a cabo pela Universidade do Minho em colaboração com a Universidade de Coimbra. Luís Aguiar-Conraria, declarou à TSF, que «em princípio, esta medida levaria a uma destruição de 33 mil empregos». Recordou ainda o que a teoria económica diz, que a longo prazo, o «impacto de subir os impostos sobre o trabalho é a uma redução dos salários líquidos».

Luís Aguiar-Conraria lembrou também que «o valor global das taxas sobre o salário aumenta, porque passam de 34,75 para 36 por cento».

«De facto, há um aumento de custo. A crença de que os custos das empresas vão baixar depende da forma como trabalhadores e empresas reagirem a esta política», concluiu.

############

Muitas são vozes que se levantam e pedem bom senso a este governo.  Mas não lhe podemos pedir bom senso. O governo avança com a decisão da TSU como se vivêssemos numa ditadura, embora tenha sido avisado que poderia gerar uma crise social e política.

Então quem está por detrás desta fachada? Quem “ordena” às suas marionetas os  passos seguintes, correndo todos os riscos sobejamente referenciados por tantas cabeças pensantes?  Não respondam só Troika, por favor.

Quem está a manipular os governos, são os mesmos que os incentivaram a endividarem-se (relembro que enquanto promoviam esse endividamento, nada fizeram para refrear o aumento escabroso das dívidas soberanas).

Agora estão a rebobinar o carreto da cana de pesca. Não pensem que os credores perderam dinheiro quando emprestavam.  

É fácil de os ver em acção. Bancos Centrais, Reserva Federal, agentes dos ditos mercados financeiros que não têm cara: FMI, agências de rating, bancos de investimentos…

Em Portugal fomenta-se agora, à semelhança de outras nações, o MEDO. Passos Coelho está a ser um bom divulgador deste MEDO. TROIKA!!!! Tudo passa pela Troika. Alguém viu a Grécia cair? Não. Foi perdoada parte da divida.  Acreditem. Pretende-se gerar algum caos na Comunidade Europeia, mas não se pretende perder membros. 

Anúncios

One comment on “Contra a corrente

  1. AC
    18 de Setembro de 2012

    O sinal foi dado no dia 15 Setembro. Tudo depende da capacidade do governo em saber ler o sinal. Não sabendo a única saída é o povo fazer pelas próprias mãos um novo 25A.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on 17 de Setembro de 2012 by in Divida, Portugal and tagged , , , , , .

Navegação

Categorias

Faça perguntas aos membros do Parlamento Europeu sobre o acordo de comércio livre, planeado entre a UE e o Canadá (CETA). Vamos remover o secretismo em relação ao CETA e trazer a discussão para a esfera pública!

%d bloggers like this: