A Arte da Omissao

O Top 10 dos mais influentes delatores – Parte 2

logo_delator

Tradução do artigo  Top 10 Most Influential Whistleblowers de 19 de Outubro de 2012.

ligne-rouge

O assunto dos “delatores” é um pouco complicado. No entanto, a natureza do trabalho do governo está enraizada na compartimentalização. Então, talvez a melhor indicação de que os denunciantes têm algo válido a mostrar é o nível de perseguição a que se sujeitam.

Os seguintes delatores têm resistido a  um grau variável de retrocessos do sistema, mas ainda estão por aí para revelar pontos-chave que nos fazem questionar o que está a ser dito pelo nosso governo e  mídia corporativa.

Ouçam as apresentações em vídeo dos seguintes “delatores” que usaram os seus cargos para educar os de fora sobre a maquinações de pessoas muito mais tortuosos do que nós mesmos. Eles seguem os passos de pessoas como Daniel Ellsberg e não são os criminosos que o governo dos EUA cada vez mais quer transparecer que são. Pelo contrário, representam o mais alto nível de activismo e coragem.

Mark Klein (AT & T), tecnico veterano da AT & T, não deixou dúvidas sobre a veracidade de um programa de espionagem doméstico da NSA, quando revelou como  encontrou salas secretas num centro de comutação em San Francisco. E  tinha  documentos e projectos para o provar:

Klein diz ter recolhido 120 páginas de documentos técnicos deixados ao acaso num escritório de San Francisco, mostrando como a NSA estava a instalar  splitters que lhe permitiria copiar tráfego de internet nacional e internacional em movimento através da AT & T..”São montes e montes de informação a passar na Internet”, diz Klein. O presidente Bush reconheceu ter autorizado a NSA a intercetar comunicações de pessoas com ligações conhecidas a organizações terroristas “dentro ou fora dos Estados Unidos”, mas que “não estamos bisbilhotar as vidas pessoais de milhões de americanos inocentes”. Especialistas em inteligência dizem que a NSA tem meios para filtrar comunicações suspeitas com máquinas sofisticadas que detetam palavras-chave, nomes, endereços ou padrões. Eventualmente, Klein diz que decidiu levar seus documentos para o Los Angeles Times, e soprar o apito sobre o que ele chama de “um projeto ilegal e orwelliano”. (Fonte)

No entanto, o editor do Los Angeles Times, Dean Baquet “matou” a história depois de falar com o director de Inteligência Nacional, John Negroponte e com director da NSA, General Michael Hayden. A história mais tarde apareceu no New York Times. Mark Klein relata sua versão dos fatos abaixo e como ele veio a perceber que estava “a ser obrigado a ligar a máquina do Big Brother.” É interessante notar que a Electronic Frontier Foundation tem liderado ações judiciais para revelar apenas o que está a ser feito ao povo americano, mas os tribunais recentemente determinaram que as escutas podem continuar.

Sibel Edmonds (FBI / 9/11) Na esteira do 9/11, Edmonds foi contratada como tradutora para a divisão de linguagem FBI,  na qual se interpreta as escutas telefónicas realizadas dentro dos Estados Unidos, nasceu na Turquia e fala várias línguas principais.

Ela descreve a divisão de linguagem como “uma unidade de segurança máxima do FBI.” Tornou-se a mulher com a maior habilitação de segurança, e os seus esforços para desvendar a criminalidade do FBI, “lavagem de dinheiro, atividades de narcóticos e o mercado negro nuclear convergente com atividades terroristas” levaram-na a ser acusada pelo Departamento  de Justiça, por John Ashcroft e Mueller Robert, de desvendar “segredos de Estado”. Sua história é no mínimo angustiante, e  no entanto, conseguiu provocar sérias dúvidas entre a população, acerca do relatório da Comissão do 9/11 e não parou. Para ter uma ideia da energia e tenacidade de Edmonds Sibel, veja o trailer abaixo do documentário denunciante, “Kill The Messenger“. Este, poderá ser visto (dividido em 5 partes)  aqui, (aconselho vivamente que o vejam na totalidade, pode ser que mudem de opinião acerca do 11 de Setembro de 2001). Pode encontrar mais de seu trabalho no Boiling Frogs. Ela também criou o National Security Whisleblower Coalition. E o que é o The American-Turkish council?

Susan Lindauer (CIA / 9/11) – Susan é um ex activo da CIA que trabalhou com as embaixadas da Líbia e Iraque antes do 9/11. A seguir a este dia, começou a revelar a cumplicidade da CIA no tráfico de heroína do Médio Oriente.

Falou também abertamente sobre como Israel tentou comprar oficiais e ativos dos serviços secretos  dos EUA. Pela primeira vez na história, ela revelou que um agente conhecido do Mossad, telefonou para a sua casa em Maryland quando ela estava em Bagadá, para a subornar a entregar uma relação de registros bancários do Iraque sobre os financiamentos do gasoduto da Al-Qaeda, prometendo ainda a entregar uma mala cheia de dinheiro em qualquer cidade do mundo em troca dos papéis. (Fonte)

Susan posteriormente tornou-se no segundo cidadão não-árabe a ser preso sob a Lei Patriota, que culminou numa condenação de 5 anos e quase 1 ano de prisão. Enquanto estava na prisão Susana  foi submetida a condições severas que poderiam ser consideradas tortura em vários países. Ao contrário do que a maioria dos americanos pensa, Susan e os outros presos na solitária só foram autorizados a vir cá forna a cada  dez dias e, mesmo assim, a quantidade real de tempo que estava fora eram perto de trinta minutos. (Fonte)

No vídeo abaixo ela fala sobre o que revelou sobre os avisos  pre-9/11 e todos os que se seguiram, e que foram publicados no seu livro Extreme Prejudice: The Terrifying Story of the Patriot Act and the Cover-ups of 9/11 and Iraq

Parte 1 – Parte 2 – Parte 3

 

Nota: Links e frases desta cor são da minha responsabilidade.

Advertisements

2 comments on “O Top 10 dos mais influentes delatores – Parte 2

  1. Pingback: O Top 10 dos mais influentes delatores – Parte 3 « A Arte da Omissao

  2. Pingback: O Top 10 dos mais influentes delatores – Parte 1 | A Arte da Omissao

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

Faça perguntas aos membros do Parlamento Europeu sobre o acordo de comércio livre, planeado entre a UE e o Canadá (CETA). Vamos remover o secretismo em relação ao CETA e trazer a discussão para a esfera pública!

%d bloggers like this: