A Arte da Omissao

A célebre cloud

images (5)

Todas as grandes corporações, isto é, o big$, isto é, os celebres mercados financeiros,  querem  empurrar empresários e particulares para a famosa “cloud”

Quem disser que a cloud é segura, MENTE.

Porquê?

EUA e aliados devem parar de espionagem ‘de uma vez por todas’

Perante o mais recente vazamento da NSA, o qual revelou o grande interesse do Canadá na indústria de mineração brasileira, a presidente Dilma Rousseff condenou a “guerra cibernética”, lançada pelos EUA e seus aliados contra o Brasil e exigiu que parassem com a espionagem.

Os primeiros comentários de Dilma apareceram no Twitter, onde publicou 9 mensagens a condenar as supostas actividades de espionagem do Canadá. 

No domingo, a brasileira TV Globo divulgou mais vazamentos sobre a espionagem americana e aliada, obtidos pelo jornalista do Guardian, Glenn Greenwald do ex NSA, Edward Snowden .

O relatório detalha como a Agência de Segurança Nacional dos EUA (NSA) interagiu com o (CSE) do Canadá, para obter dados de ligações telefónicas e e-mails que saíram para fora do ministério brasileiro assim como os meios usados para derrubar as defesas cibernéticas do Ministério Brasileiro, foram discutidos e compartilhados entre a rede de espionagem ‘Five Eyes“, que inclui os EUA, Reino Unido, Canadá, Nova Zelândia e Austrália.

Após o vazamento, Rousseff twittou que tal atitude indica que cada um dos governos dos ‘Five Eyes’, bem como mais de “milhares” de empresas que prestam serviços de inteligência tiveram ” amplo acesso” às informações recolhidas no Brasil.

De acordo com o relatório, Dilma Rousseff realçou que o Canadá tem estado particularmente interessado na indústria de mineração brasileira. Tal confirma que a espionagem teve por base razões económicas e estratégicas, acrescentou.

O Ministério das Relações Exteriores brasileiro vai exigir explicações do Canadá, Rousseff ressaltou. “É urgente que os EUA e seus aliados parem com as actividades de espionagem de uma vez por todas “, disse a presidente brasileira no twitter.

As relações brasileiro-americanas já têm estado tensas devido ao escândalo de espionagem exposto por Snowden, com Dilma, a adiar recentemente uma visita de Estado a Washington como resposta à espionagem americana sobre as suas comunicações. Rousseff já exigiu um pedido de desculpas público do presidente Barack Obama. No entanto, tal pedido de desculpas ainda não chegou. (fonte)

Nota: links desta cor, são da minha responsabilidade.

ligne-rouge

O prism  teve origem no Echelon e ninguém se indignou com tal projecto

Muitos países ao longo dos anos contribuíram e tiraram partido desta atitude de quem se acha o polícia do Mundo, pois quando lhes interessava até recorriam à bisbilhotice americana.

Logo, têm o que merecem

Agora é tarde demais. O investimento está feito. Há muita nação para “Espiolhar”  e sacar os seus segredos industriais, Este projecto não caiu do céu. Já tem muitos anos e foi projectado para vir a ser também uma das ferramentas de controlo e  vigilância  da NWO. Tal como a cloud. Esta, até pode parecer fantástica. Mas quem a financia tem outros fins em mente, Tal como o prism, o mundo só acreditará quando já não houver possibilidade de recuo.

Desta feita, os meus dados estão no meu disco, sob o meu controlo e  não algures a pairarem na cloud.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

Faça perguntas aos membros do Parlamento Europeu sobre o acordo de comércio livre, planeado entre a UE e o Canadá (CETA). Vamos remover o secretismo em relação ao CETA e trazer a discussão para a esfera pública!

%d bloggers like this: