A Arte da Omissao

Rui Machete – o regresso à escola primária

Tenho que dar a mão à palmatória. Somos muitos os que, não sabem interpretar as palavras faladas e escritas deste Ministro Machete, perfeitamente alinhado com o governo e o big$.

Pois é, não sabemos interpretar as suas célebres frases:

“(…) não sou nem nunca fui gestor/administrador do BPN ou membro do seu Conselho Fiscal ou sequer acionista ou depositante da mesma instituição bancária. Tão pouco pertenci à administração, conselho fiscal, fui ou sou sócio ou acionista da Sociedade Lusa de Negócios, SLN, SA (…)”.

Estas frases constam da carta que Rui Machete enviou em 2008, antes do início da comissão de inquérito, a Luís Fazenda (na altura líder parlamentar do bloco de esquerda). As mesmas frases constam nas cópias da mesma carta que o próprio Machete enviou aos líderes dos restantes grupos parlamentares. As mesmas frases constam nas cópias da mesma carta que  foi distribuída aos deputados que, na altura constituíam a comissão de inquérito parlamentar, responsável pela avaliação da nacionalização do BPN.

Os que, não têm a capacidade, onde me incluo, de as interpretar convenientemente, devem regressar à escola primária, para relembrar o significado das letras e com a ajuda da professora, com toda a certeza se fará luz nas nossas mentes,  do significado destes “grupos” de palavras:

não sou nem nunca fui… ou … ou sequer …

Tão pouco pertenci….

O que é visível, e não  é preciso ser um letrado,  é vergonhosa vénia ao capital Angola, em detrimento do ESTADO Português.  Como exemplo, foi a entrevista de hoje, de Mário Crespo a Luís Montenegro e  Luís Fazenda. É aflitivo ver como um homem que não é destituído de inteligência, destrói a sua própria imagem, ao desculpar mentiras, evasão fiscal, enfim o indesculpável. Valores MUITO MAIS ALTOS se levantam meus amigos.

Não falemos só do Machete. Falemos dele e de todos os que não têm a decência de admitirem, que o homem nem devia andar  a gastar o nosso dinheiro a viajar por esse estrangeiro fora, uma vez que nem o ESTADO Português sabe  defender.

E relação à entrevista que este Sr. deu numa rádio em Angola, os portugueses também não souberam interpretar as suas palavras.

O QUE É PRECISO QUE MAIS ACONTEÇA  PARA OCUPARMOS A RUA E TRANSMITIRMOS A ESTA CORJA DE SERES HUMANOS E AO MUNDO, QUE CHEGA.

2 comments on “Rui Machete – o regresso à escola primária

  1. Padeira D'Aljubarrota
    10 de Outubro de 2013

    O que é preciso? Uma caçadeira. Mas na falta desta, uma forquilha chega e sobra!

    Gostar

  2. Rafael
    14 de Outubro de 2013

    Corja d’um raio!!!
    Bastava exterminar uma duzia dessa corja para os restantes ficarem em alerta!
    Que tombe o 1º!!!!

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on 9 de Outubro de 2013 by in classe política, corrupção, DIANTE DOS NOSSOS OLHOS, Portugal and tagged , , , .

Navegação

Categorias

Faça perguntas aos membros do Parlamento Europeu sobre o acordo de comércio livre, planeado entre a UE e o Canadá (CETA). Vamos remover o secretismo em relação ao CETA e trazer a discussão para a esfera pública!

%d bloggers like this: