A Arte da Omissao

Curiosidades do polvo da cyber espionagem da NSA 1 – Programa Fairview

transferir (2)

 Fairview 

De acordo com Thomas Drake, ex sénior da  NSA, Fairview é o programa destinado a “controlar a Internet”. Reúne vários programas de vigilância dos EUA, onde o ponto comum é o alcance internacional:

Parcerias com a Alemanha e México para espionar as comunicações destes territórios

O programa Silverzephyr que intercepta as comunicações no Brasil, vários outros de interceptação a outros países latino-americanos (Colômbia, Venezuela, Brasil, México, Argentina, Equador, Panamá, Costa Rica, Nicarágua, Honduras, Paraguai, Chile, Peru e El Salvador)

Parcerias com as operadoras de telecomunicações globais, permitindo que a NSA monitorize os seus cabos submarinos

De acordo com o “orçamento negro” da inteligência publicado pelo Washington Post, o programa Fairview custa 94.740 mil dólares (70 milhões de euros) por ano.

 Fairview – equipe Telecom

Para poder vigiar os cabos submarinos de telecomunicações, o governo americano estabeleceu no início de 2000, uma célula chamada de “Equipe Telecom”, que segundo o The Washington Post, tem como função, garantir que o máximo de cabo submarino permaneça sob a propriedade – ou  influência – americana. 

Em 2002-2003, esta equipe fez minar a aquisição da Global Crossing americana, um dos maiores proprietários de cabos do mundo, por uma empresa de Hong Kong. A companhia de  Cingapura, para poder finalmente adquirir a Global Crossing teve que concordar com uma longa série de concessões, incluindo a de acomodar pelo menos metade da sua direcção, com  americanos com habilitações em segurança.

Muitos precauções destinadas a facilitar a potencial vigilância dos EUA mas a reduzir o risco de vigilância externa aos Estados Unidos. Estas revelações sugerem que, assim como os britânicos, os americanos não hesitam em monitorizar cabos submarinos, que fornecem o acesso a uma grande parte das telecomunicações globais.

  Fairview – Parceria com o Mexico

De acordo com o jornal Excelsior, o ex-presidente do México, Felipe Calderon, teria assinado um acordo em 2007 com Departamento de Estado dos EUA, autorizando a instalação de um sistema de intercepção de comunicações telefónicas e Internet. Segundo o Der Spiegel do dia 20 de Outubro, o próprio Filipe acabou por ser alvo dessa espionagem.

De acordo com a Globo, até o atual presidente mexicano Enrico Peña Nieto foi alvo da espionagem americana, a quando da sua candidatura a presidente.

Reação do México: O novo presidente, Enrique Peña Nieto, achou que tal sistema é “completamente inaceitável” e lançou uma investigação para determinar se quaisquer actos ilegais terão sido cometidos, no âmbito desse programa. Aprender espionagem com as  suas comunicações, ele exigiu uma explicação de Barack Obama.

Artigos relacionados;

Les grandes oreilles américaines écoutent les Mexicains

La NSA aurait eu accès aux mails de l’ancien président mexicain

 Fairview  – Parceria com a Alemanha

No quadro do programa internacional Fairview, a NSA concluiu uma parceria com a Alemanha, permitindo-lhe controlar uma grande parte da Internet e telefones alemães.

Segundo o Der Spiegel, cerca de 500 milhões de metadados são recolhidos por mês, fazendo da Alemanha, o país mais espiado da União Europeia (quinze vezes mais do que a França!). O jornal garante que essas intercepções foram realizadas com o consentimento dos serviços secreto alemão, que disponibilizaram aos americanos a estação Bad Aibling, usada como centro de escuta pela NSA.

Resposta da Alemanha: Os serviços secretos alemães admitiram os fatos, mas disseram que as comunicações dos cidadãos alemães não estavam envolvidas. A chanceler Angela Merkel acabou por revelar que o programa foi baseado num acordo assinado por Washington e Berlim em 2002, logo na era de Gerhard Schröder.

Artigos relacionados;

Le camp Merkel révèle que la coopération avec la NSA remonte à l”équipe Schröder

 Fairview  –  o programa Silverzephyr

Este programa de vigilância de telecomunicações brasileiro, foi revelado pelo jornal O Globo. Integrado com o programa internacional Fairview, o programa Silverzephyr consiste numa série de parcerias com operadoras de telecomunicações brasileiras, através das quais a NSA e CIA fazem espionagem a comunicações telefónicas e Internet, que passam pelo Brasil, um dos eixos da rede global.

As parcerias foram assinadas depois das pressões comerciais dos Estados Unidos. Além disso, a NSA teve pelo menos até 2002, uma base de espionagem baseada em satélites, na cidade de Brasília, potencialmente complementar ao programa. A 01 de Setembro, a Globo revelou que os Estados Unidos tinham espionado as comunicações da Presidente do Brasil, Dilma Rousseff.

Ler, Bulling dos Estados Unidos à Espanha – Controlo da Internet

Resposta do Brasil : o governo brasileiro garantiu não ter tido conhecimento do programa, que foi criado sem a sua intervenção, e denunciou o que considera ser uma “violação da soberania”. A espionagem a Dilma Rousseff deu origem a uma crise diplomática com Barack Obama.

Fonte: Plongée dans la “pieuvre” de la cybersurveillance de la NSA

Artigos relacionados;

Scandale Prism : une “violation de souveraineté” pour le Brésil

Nota: frases e link com esta cor são da minha responsabilidade

Advertisements

One comment on “Curiosidades do polvo da cyber espionagem da NSA 1 – Programa Fairview

  1. Pingback: espionagem dos EUA – Brasil e Alemanha jogam por antecipação | A Arte da Omissao

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

Faça perguntas aos membros do Parlamento Europeu sobre o acordo de comércio livre, planeado entre a UE e o Canadá (CETA). Vamos remover o secretismo em relação ao CETA e trazer a discussão para a esfera pública!

%d bloggers like this: