A Arte da Omissao

Curiosidades do polvo da cyber espionagem da NSA 3

gchq 

GCHQ

Criada após a primeira guerra mundial, esta agência especializada em espionagem electrónica britânica é equivalente à NSA. Muito perto da sua grande irmã americana, recebe dela um subsídio anual bem substancial.

Responsável pela implementação do programa Tempora, a GCHQ pode em contrapartida aceder a alguns dados da NSA. De acordo com o The Guardian, 60% da espionagem britânica vem de facto da NSA. Der Spiegel também informou que agentes da GCHQ tinham formado os seus homólogos alemães do BND no uso do software XKeyScore, o que sugere que eles também têm acesso.

Por fim, os documentos fornecidos por Edward Snowden mostram que a GCHQ tem acesso aos dados recolhidos pelo programa PRISM desde Junho de 2010.

Artigos relacionados: BT and Vodafone among telecoms companies passing details to GCHQ

bnd

A Bundesnachrichtendienst (BND)

A agência alemã de espionagem estrangeira é parceira da NSA, embora a Alemanha tenha sido um dos seus alvos prioritários.

Segundo o Der Spiegel, o programa BND  usa o  software XKeyScore em “pequena escala”, desde 2007, na base da NSA localizada em Griesheim na Alemanha. A BfV, a agência de espionagem interna, também usa esse software “para aumentar a sua capacidade de dar suporte à NSA em acções conjuntas anti terroristas”.

A resposta da BND: a agência assegurou não ter “nenhuma informação” sobre a recolha de dados pessoais de cidadãos alemães na Alemanha pela NSA  e recusou-se a comentar o uso do XKeyScore.

unite2000

A unidade 2000 israelita

Esta agência israelita é equivalente à NSA e é responsável por espionagem electrónica.

Segundo o The Guardian, a NSA partilha rotineiramente informações com a sua homóloga israelita. Comunicações telefónicas, internet, transcrições, faxes: dados brutos ou filtrados, incluindo aqueles que são para os americanos. O memorando consultado pelo jornal fala tanto em metadados como em conteúdo de comunicações.

A resposta da NSA: a agência não negou ter transmitido ocasionalmente dados pessoais de norte-americanos a Israel, repetindo estar em conformidade com a lei sobre a privacidade. A NSA não quis indicar se a homologação do FISC foi obtida para transferir os dados.

Para saber mais:

Ecoutes numériques : la NSA aurait transmis ses données à Israël

xkeyscore2

XKeyScore

Esta sigla refere-se ao nome do que parece ser a  ferramenta  central do sistema de espionagem dos EUA, permitindo-a “examinar” quase tudo o que uma pessoa faz na Internet. Este é provavelmente o sistema que os analistas da NSA usam com mais frequência nas suas pesquisas.

A julgar pelos documentos publicados pelo The Guardian, XKeyScore assemelha-se a um verdadeiro Google para espiões, alimentado por dados de diferentes programas de monitorização relacionados com a NSA. Estes são guardados três a cinco dias e os mais importantes até vários anos. Segundo o Der Spiegel, as funcionalidades importadas do mundo dos jogos de vídeo, foram implementadas no software, como “pontos de experiência ” ou “missões de desbloqueio.”

A força deste sistema reside no poderoso cruzamento de diferentes bases de dados, e na capacidade de pesquisar retrospetivamente informações sobre um indivíduo que nem suspeitou que lhe foram colectados dados.

De acordo com os documentos, 700 servidores espalhados por 150 locais do mundo têm acesso ao XKeyScore.

slide-xkeyscore

O jornalista Marc Ambider, coautor de um livro sobre a segurança nacional dos EUA, disse no seu blog que duas outras fontes de dados foram compiladas pelo XKeyScore:

* As escutas das embaixadas e governos estrangeiros estabelecidas pelo Special Collection Service, unidade especial conjunta da CIA e NSA
* As informações recolhidas por intercepções  com satélites estrangeiros

* Precisão: Se os slides publicados pelo The Guardian mostram que o XKeyScore é capaz de ler o conteúdo de e-mails e mensagens privadas do Facebook, a generalização do uso desde 2010 da tecnologia de criptografia HTTPS, tornou esta recolha mais difícil. Os programas Edgevill e e Bullrun, parecem no entanto, ter permitido que em alguns casos, a NSA e GCHQ tenham derrotado essa protecção.

Para saber mais:

XKeyscore, l”outil de la NSA pour examiner “quasiment tout ce que fait un individu sur le Web”

La NSA espionnait aussi l”Union européenne

La NSA espionnait aussi les Nations unie

nsa

A Agência de Segurança Nacional dos EUA (NSA)

A maior agência de inteligência dos EUA criada em 1952, é responsável por espiar comunicações electrónicas e prevenir ameaças externas contra os Estados Unidos. Como tal,  à priori não deveria espiolhar as comunicações dos americanos.

A unidade “Special Source Operations” da NSA, apresentada por Edward Snowden como a “jóia da coroa” é a fonte de todos os programas apresentados nesta ilustração – excluído o notável Tempora, impulsionado pela GCHQ, sua aliada britânica.

Quem controla a NSA? O Foreign Intelligence Surveillance Act (FISA) de 1978 estabeleceu o Foreign Intelligence Surveillance Court (FISC) para controlar as actividades da espionagem. Para poder espiar, supostamente a NSA  teria que obter um mandado do FISC, que por sua vez, deveria garantir que a agência não vai além da lei. No entanto, o seu presidente reconheceu numa entrevista ao Washington Post, não ter recursos suficientes para desempenhar o seu papel de fiscalização.

Quem tem acesso aos dados? 850.000 funcionários e fornecedores de serviços da NSA possuem a certificação “top secret”, que teoricamente lhes dá acesso a pelo menos a alguns dos dados recolhidos pela agência. O jornalista Glen Greenwald assegurou que “mesmo os analistas de níveis mais baixos da NSA” tinham a capacidade de aceder aos dados privados.

De acordo com o New York Times, entre os clientes da NSA figuram o FBI (Homeland Security), CIA (inteligência externa) e o Departamento de Justiça dos EUA. As outras agências de espionagem federais, especializadas, por exemplo, na luta contra drogas e ataques cibernéticos podem também colocar pedidos de acesso a tais informações, mas elas queixaram-se de vários anos de alta taxa de recusa e da apreensão por parte de grandes agências desses dados.

Para saber mais: Surveillance : les autres agences américaines jalousent la NSA

Fonte: Plongée dans la “pieuvre” de la cybersurveillance de la NSA

 

Anúncios

One comment on “Curiosidades do polvo da cyber espionagem da NSA 3

  1. Pingback: espionagem dos EUA – Brasil e Alemanha jogam por antecipação | A Arte da Omissao

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: