A Arte da Omissao

Brasil ordena substituição de experiências em animais por testes “in vitro”

Os testes em questão são  utilizados pelas indústrias de cosméticos e medicamentos, e juntam-se a  elas os fabricantes de compostos  como tintas utilizadas em material escolar e brinquedos.

Com esta lei, as empresas brasileiras envolvidas têm cinco anos para alterarem processos,  deixarem de utilizar animais nas sua experiências e adoptarem em substituição deles um dos 17 novos métodos sugeridos.

Esta nova lei é publicada depois da invasão de um grupo de ativistas ao laboratório do Instituto Royal, perto de São Paulo, onde libertaram cães da raça beagle que eram usados em experiências. (fonte)

Quero acreditar. Quero mesmo acreditar e que esta lei ecoe pelo resto do mundo… mas, só com a recusa dos consumidores à compra desses produtos é que as industrias “acordarão”

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on 25 de Setembro de 2014 by in Boas Notícias and tagged , , , .

Navegação

Categorias

Faça perguntas aos membros do Parlamento Europeu sobre o acordo de comércio livre, planeado entre a UE e o Canadá (CETA). Vamos remover o secretismo em relação ao CETA e trazer a discussão para a esfera pública!

%d bloggers like this: