A Arte da Omissao

Família Karzai coloca o tráfico de heroína nas mãos do Estado Islâmico

arton186109-b60bb

Segundo a ONU, a produção mundial de heroína é de 430-450 toneladas, das quais apenas 340 toneladas, chegam na verdade ao mercado, sendo o restante apreendido ou destruído [1].

Os principais países produtores de heroína são: Afeganistão (pelo menos 380 toneladas), Myanmar e Laos (pelo menos 50 toneladas).

De acordo com John F. Sopko, inspector especial no Afeganistão, os esforços da reconstrução empreendidos no Afeganistão entraram em colapso, em face da contínua expansão do cultivo de drogas e das organizações criminosas. Agricultores afegãos supostamente ganharam cerca de US $ 3 bilhões em 2013 [2].

Desde 2010, as autoridades russas têm consistentemente acusado a NATO de exportar heroína afegã para a Europa [3].

A mudança do uso de aviões com drogas controlados pela NATO, para os controlados pelo Emirado Islâmico, confirma as ligações entre as duas organizações.Esta mudança acorre logo que o presidente Hamid Karzai deixa o cargo, a 29 de Setembro de 2014 [4].

O Emirado Islâmico usa coquetéis de drogas para condicionar seus combatentes de acordo com protocolos que parecem ter sido prescritos pela CIA [5]. (e a meu ver não só.  Não estarão a ser feitas experiências ao nível do controlo mental?- N. do T.)

De acordo com a FSKN (Serviço Federal Russo de Controlo, N. do T.), mais da metade da heroína actualmente consumida na Europa vem do Afeganistão através do Estado Islâmico [6]-

(Fonte)

[1] “Drug trafficking“, United Nations Office on Drugs and Crime, website consulted on 29 November 2014.

[2] “Afghan opium and heroin production explodes”, Voltaire Network, 11 June 2014.

[3] “Poppy cultivation: Russia lambastes NATO”, Voltaire Network, 5 March 2010.

[4] “Afghanistan: Opium, the CIA and the Karzai Administration”, by Peter Dale Scott, Voltaire Network, 13 December 2010. “Le partenaire afghan de Monti“, by Manlio Dinucci, Translation Marie-Ange Patrizio, Il Manifesto (Italie), Réseau Voltaire, 9 November 2012.

[5] “Comment manipule-t-on des jihadistes ? Qui le fait ?“, by Thierry Meyssan, Haïti Liberté (Haïti), Réseau Voltaire, 24 November 2014.

[6] “L’EI fournit 50% de l’héroïne consommée en Europe (FSKN)“, Ria Novosti, 26 November 2014.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on 5 de Dezembro de 2014 by in Afeganistão, Drogas, Emirado Islâmico, Europa, Saúde and tagged , , .

Navegação

Categorias

Faça perguntas aos membros do Parlamento Europeu sobre o acordo de comércio livre, planeado entre a UE e o Canadá (CETA). Vamos remover o secretismo em relação ao CETA e trazer a discussão para a esfera pública!

%d bloggers like this: