A Arte da Omissao

Viva a normalização da MENTIRA

cavaco3a.0

Em maio do ano passado, com a ‘batata quente’ do BES e do GES nas mãos, Ricardo Salgado terá batido à porta de diversos gabinetes políticos para apresentar um pedido de ajuda para salvar o império da família.

Entre eles, Salgado terá sido recebido por Cavaco Silva, dá conta o Expresso, com base num memorando enviado pelo banqueiro à Comissão Parlamentar de Inquérito que investiga o caso. (fonte)

«Portugueses podem confiar no Banco Espírito Santo», garante Cavaco. «que os portugueses podem confiar no Banco Espírito Santo dado que as folgas de capital são mais que suficientes para cumprir a exposição que o banco tem à parte não financeira, mesmo na situação mais adversa», afirmou Cavaco Silva. Publicado a 21 JUL 14 às 10:10

ligne-rouge

As comadres lutam …

Sr. Anibal passa a responsabilidades das suas palavras para o regulador, quando já sabia do desastre que vinha a caminho…

Como está na moda abrir processos a ex-governantes, espero que o Super Juíz se lembre dos desgraçados que acreditaram no Presidente da República de Portugal….

 

Viva a mormalização da MENTIRA

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on 6 de Janeiro de 2015 by in classe política, corrupção, DIANTE DOS NOSSOS OLHOS, O estado da Nação, Portugal and tagged , , , .

Navegação

Categorias

Faça perguntas aos membros do Parlamento Europeu sobre o acordo de comércio livre, planeado entre a UE e o Canadá (CETA). Vamos remover o secretismo em relação ao CETA e trazer a discussão para a esfera pública!

%d bloggers like this: