A Arte da Omissao

Carta da Síria ao Conselho de Segurança

1-5081-a8c40

Cartas idêntica, datadas de 24 de Dezembro de 2014, do Representante Permanente da República Árabe da Síria às  Nações Unidas, foram enviadas ao Secretário-Geral e Presidente do Conselho de Segurança.

Por mandato do meu Governo, gostaria de vos transmitir o seguinte:

Desde o início da crise síria, alguns Estados têm violado a Carta das Nações Unidas e o direito internacional, ao interferirem nos assuntos soberanos da Síria, ao financiarem e armarem terroristas na Síria e ao facilitarem a sua entrada no país através dos Estados vizinhos. Certos jornalistas e figuras proeminentes desses países foram ao ponto de entrarem em território sírio ilegalmente e sem  vistos de entrada. Tais ações são uma flagrante violação da soberania da Síria e das resoluções do Conselho de Segurança relativas a Síria, que têm confirmado o forte compromisso do Conselho à soberania, independência, unidade e integridade territorial da República Árabe da Síria, bem como aos efeitos e princípios da Carta das Nações Unidas. A título de exemplo, gostaria de chamar a atenção para algumas dessas pessoas:

• Walid al-Tabtaba’i, ex-membro do Parlamento do Kuwait, entrou em território sírio em Setembro de 2013,  forneceu dinheiro e armas para os terroristas na Síria e participou no combate com eles.

• John McCain, senador americano, entrou em território sírio em Junho de 2013. Reuniu-se com grupos terroristas, incluindo líderes da Frente Nusrah, que o Conselho de Segurança designa de organização terrorista associada à Al-Qaida.

• Bernard Kouchner, ex-ministro dos Negócios Estrangeiros francês, entrou em território sírio em Novembro de 2014. Ele visitou várias cidades sírias sem o consentimento ou conhecimento do governo sírio.

 • Peter Galbraith, ex-embaixador dos Estados Unidos da América na Croácia, entrou em território sírio em  Dezembro de 2014, acompanhado de três líderes políticos e militares americanos. Fê-lo sem o consentimento ou conhecimento do governo sírio.
Ao vos transmitir estes dados, o Governo da República Árabe Síria declara que considera os Governos dos Estados  onde estas pessoas são seus cidadãos, plenamente responsáveis ​​pelas violações que foram cometidas contra a soberania da República Árabe Síria e contra as resoluções do Conselho de Segurança a respeito da Síria. Ele convida o Secretário-Geral e ao Conselho de Segurança a exercerem pressão sobre estes governos,  de forma a  tomarem imediatamente as medidas necessárias contra os seus cidadãos que entram em território sírio ilegalmente. O governo sírio sabe  também quais os Governos dos Estados que são totalmente responsáveis pela ameaça da integridade territorial da Síria ao lidarem com os grupos armados não estatais e com os designados grupos terroristas.
Ficarei muito grato se a presente carta puder ser distribuída como um documento do Conselho de Segurança.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

Faça perguntas aos membros do Parlamento Europeu sobre o acordo de comércio livre, planeado entre a UE e o Canadá (CETA). Vamos remover o secretismo em relação ao CETA e trazer a discussão para a esfera pública!

%d bloggers like this: