A Arte da Omissao

BPI em campanha política

O responsável máximo do BPI não conseguiu esconder a função política que a Banca, para grande desgraça da sociedade actual, adquiriu ao longo dos últimos séculos.

A Grécia é o berço da Humanidade. Espero que hoje, seja também o berço de um vento de grande mudança na Europa, e que sinalize aos donos dos vários diretórios que se escondem sobre a capa da Democracia, que cada povo tem o seu próprio “time”.

Assumindo o seu papel político, o responsável do BPI, enviou uma carta por e-mail aos seus clientes, onde aplica a falsa bandeira da «precocupação» com:

*  instabilidade política e a possibilidade de eleição do Syriza, um partido que considera antieuropeu. No entanto,  Alexis Tsipras defende não o perdão da dívida mas sim a sua reestruturação e garante não pretende tirar o país da zona euro.

* com convocação das eleições antecipadas, que no seu parecer “não só compromete os avanços económicos que o país realizou em 2014 como também ressuscitou o espetro da vitória de um partido antieuropeísta”.

* com o contágio (palavra aterradora)

grau de permeabilidade de alguns países europeus a um contágio de uma nova crise grega”.

Mas a verdade pode tardar mas vem sempre à superficíe:

“Após dois anos de tréguas, a situação política na Grécia voltou a assombrar os mercados acionistas. A derrota política sofrida por Antonis Samaras em dezembro do ano passado agudizou uma crise política que tinha tido origem meses antes”, escreve o banco aos seus clientes do BPI Net Bolsa.

Fonte

A primeira pergunta aterradora que me viria à mente, se recebesse 0 e-mail, seria saber se as minhas poupanças/investimentos estariam realmente seguros, tendo em conta os exemplos de maus comportamentos da banca portuguesa e o encobrimento dos respectivos agentes reguladores e agentes políticos, que ainda não sentaram os seus traseiros no banco da Justiça Portuguesa.

Vendo esta situação de cima de um escadote, para Fernando Ulrich não se preocupar com os efeitos negativos deste e-mail sobre a opinião dos seus clientes e da população em geral, não estará a jogar por antecipação? Não será talvez um sinal, de fragilidades talvez encobertas do seu Banco, ameaçado por uma pequena tempestada de vento?

Este seria o meu pensamento se fosse cliente do BPI, e logo que me fosse possível tiraria de lá o meu dinheiro.

One comment on “BPI em campanha política

  1. voza0db
    25 de Janeiro de 2015

    Olá 😉

    Não é bem uma “função”!

    A BANCA é a dona do sistema político.

    Por isso é mais uma relação do que uma função! Minha opinião 🙄

    Mas de resto o que importa retirar deste comunicado é o seu (falso) terror acerca da possibilidade de um partido, segundo ele, antieuropeu destruir o sistema bancário!
    Como é lógico ele não acredita disto!
    Isto é apenas mera propaganda ao bom estilo corporo-fascista para alimentar e assustar a MANADA Tuga!

    Para mim este caso grego será a demonstração e validação do meu esquema, pois não acredito que o partido em questão vá mudar o SISTEMA!

    Espero só por isto que ganhe as eleições e depois será apenas uma questão de tempo.
    Depois do TEMPO passar podemos então tomar as devidas ilações e finalmente DEIXARMOS DE SER IRRESPONSÁVEIS através da IDIOTICE do VOTO!

    Para terminar isto também serve para desviar atenções do efeito devastador que a medida dos suíços irá provocar no Millennium bank Polónia

    Abr
    😎

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

Faça perguntas aos membros do Parlamento Europeu sobre o acordo de comércio livre, planeado entre a UE e o Canadá (CETA). Vamos remover o secretismo em relação ao CETA e trazer a discussão para a esfera pública!

%d bloggers like this: