A Arte da Omissao

Confirmado que o dinheiro emprestado à Grécia foi na sua maioria para a banca alemã e francesa

Um dos Directores Executivos do Fundo Monetário Internacional (FMI) admitiu publicamente pela primeira vez  que os vários resgates à Grécia não foram fornecidos com o único objetivo de salvar a economia grega.

“O dinheiro emprestado foi para salvar os bancos alemães e franceses, e não a Grécia”, assim disse Paulo Nogueira Batista, representante brasileiro no Conselho do FMI, numa entrevista que deu ao canal televisivo grego privado Alpha TV. Batista não só critica os países da zona do euro e o Banco Central Europeu, como o FMI na figura do seu director executivo, Christine Lagarde, de defender demasiado a Europa.

“O FMI não lidou com os problemas da Grécia, da melhor forma. […] Colocaram muito pressão sobre Grécia e não o suficiente sobre os credores da Grécia”, concluiu Batista. O Diretor-Executivo insistiu que o país grego deve negociar diretamente com o FMI e expressou o seu apoio à reestruturação da dívida nacional.

Anúncios

One comment on “Confirmado que o dinheiro emprestado à Grécia foi na sua maioria para a banca alemã e francesa

  1. voza0db
    8 de Março de 2015

    Nada de muito diferente se passou em Portróical… 🙄

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on 7 de Março de 2015 by in A guerra na Europa, austeridade, DIANTE DOS NOSSOS OLHOS, Grécia, Resgates, zona euro and tagged , , , , , .

Navegação

Categorias

Faça perguntas aos membros do Parlamento Europeu sobre o acordo de comércio livre, planeado entre a UE e o Canadá (CETA). Vamos remover o secretismo em relação ao CETA e trazer a discussão para a esfera pública!

%d bloggers like this: