A Arte da Omissao

ACORDEM

A família de Karzai confia o tráfico de heroína ao Emirado Islâmico

É SEMPRE BOM RELEMBRAR

De acordo com as Nações Unidas a produção mundial de heroína é de 430 a 450 toneladas, das quais apenas 340 toneladas alcançam o mercado, o resto é destruída ou apreendida[1]. Os países produtores são: Afeganistão (pelo menos 380 toneladas), Mianmar e Laos (pelo menos 50 toneladas).
De acordo com John F. Sopko, inspector-geral especial dos EUA para o Afeganistão, os esforços da reconstrução do Afeganistão desmoronaram em face do desenvolvimento da cultura das drogas e das organizações criminosas. Os agricultores afegãos terão ganho $ 3 biliões em 2013 [2].
Desde 2010 que as autoridades russas acusam a NATO de exportar heroína afegã  para a Europa [3].
Mas agora a mudança do tráfego dos aviões da NATO para os jihadistas do Emirado Islâmico demonstra as ligações entre as duas organizações. E essa transferência ocorre no momento em que o Presidente Karzai acabou de sair o poder – em 29 de Setembro de 2014. [4]

O Emirado Islâmico utiliza coquetéis de drogas para condicionar os seus combatentes de acordo com protocolos que parecem ter sido definidos pela CIA. [5]

De acordo com o Serviço Russo de Controlo de Medicamentos  (FSKN), mais da metade da heroína consumida na Europa provém agora do Afeganistão através do Emirado Islâmico [6].

 

[1] « Trafic de stupéfiants », Office des Nations unies contre la drogue et le crime, site consulté le 29 novembre 2014.

[2] « Explosion de la production d’opium et d’héroïne en Afghanistan », Réseau Voltaire, 10 juin 2014.

[3] « Pavot : la Russie met en cause la responsabilité de l’OTAN », Réseau Voltaire, 3 mars 2010.

[4] « L’opium, la CIA et l’administration Karzai », par Peter Dale Scott, Traduction Anthony Spaggiari, Réseau Voltaire, 10 décembre 2010. « Le partenaire afghan de Monti », par Manlio Dinucci, Traduction Marie-Ange Patrizio, Il Manifesto (Italie), Réseau Voltaire, 9 novembre 2012.

[5] « Comment manipule-t-on des jihadistes ? Qui le fait ? », par Thierry Meyssan, Haïti Liberté (Haïti), Réseau Voltaire, 24 novembre 2014. Tradução: como se manipulam os jihadistas? Quem o faz ?

[6] « L’ÉI fournit 50% de l’héroïne consommée en Europe (FSKN) », Ria-Novosti, 26 novembre 2014.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Informação

This entry was posted on 10 de Setembro de 2015 by in Afeganistão, Daesh, Nato and tagged , , , , , .

Navegação

Categorias

Follow A Arte da Omissao on WordPress.com
%d bloggers like this: