A Arte da Omissao

‘Fracking’ em discussão na Assembleia da República de 16-18 de Maio

Sioux County, Nebraska – James Osbourne, fazendeiro local, falou recentemente numa reunião com a comissão  de Petróleo e Gás de Nebraska, comissão destinada a saber o que pensava a comunidade sobre as possíveis operações na região. Osbourne na qualidade de ex-empregado da indústria de petróleo e gás,  falou da sua experiência pessoal no negócio.

Para ilustrar os perigos de deitar resíduos na água, Osbourne trouxe uma amostra de água resultante do fraturamento hidráulico  e perguntou aos membros da comissão se a queriam beber.

“De manhã quando eu estive aqui a falar consigo, disse-me que beberia essa água, certo? Então você vai beber esta água? Sim ou não? “Osbourne pediu aos membros da mesa para beberam a água, ao que lhe responderam que não podiam comentar. “Oh, não podem responder a todas as perguntas? Então, minha resposta é esta: “Não, eu não beberei esta água.” Então, eu não quero isto na água,  que vai viajar através deste estado em três dias. “

 

Se o TTIP ganhar, NÃO PODEREMOS DIZER NÃO a este atentado contra a natureza e saúde pública

Quercus apela aos deputados para que digam não ao gás de xisto em Portugal

 

 

 

One comment on “‘Fracking’ em discussão na Assembleia da República de 16-18 de Maio

  1. voza0db
    14 de Maio de 2016

    Esta vai ser divertida!

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

Faça perguntas aos membros do Parlamento Europeu sobre o acordo de comércio livre, planeado entre a UE e o Canadá (CETA). Vamos remover o secretismo em relação ao CETA e trazer a discussão para a esfera pública!

%d bloggers like this: