A Arte da Omissao

Deutsche Bank teve tratamento especial nos últimos testes de stress

Segundo o the Financial Times de segunda feira o Banco Central Europeu nos recentes testes de stress realizados aos maiores bancos da Europa, aplicou um tratamento especial  ao Deutsche Bank

Os jornalistas do FT,  Laura Noonan, Caroline Binham, e James Shotter relatam que ao resultado do teste de stress ao Deutsche, o BCE deu um impulso substancial ao incluir a venda de activos, que ocorreram já depois de ter terminado o prazo da Autoridade Bancária Europeia para a inclusão dessas transacções nos testes.

N0 teste de stress do Deutsche foram incluídas as receitas de cerca de US $ 4 biliões de dólares,  da  venda da sua participação no banco chinês Hua Xia, venda aprovada em Dezembro de 2015, ainda não concluídas graças a questões regulatórias. Sob condições normais dos testes de stress da EBA (Autoridade Bancária Europeia -NdT), quaisquer transacções realizadas após o final do ano passado não seriam incluídas, mas ao Deutsche Bank foi dada uma concessão especial, de acordo com uma nota de rodapé  nos resultados do teste.

NOTA: Os resultados incluem a venda da participação legal no banco chinês Hua Xia, aprovada a 28 de Dezembro de 2015 e que será fechada em 2016,”

A nenhum outro banco foi dada tais concessões. Por exemplo, em Março a Caixabank da Espanha vendeu € 2.65bn de activos estrangeiros à Criteria Holding e a transacção não foi incluída. 

Basicamente, a inclusão da venda significa que no teste de stress ao DB,  foram incluídos US $ 4 biliões no seu balanço, embora na verdade, esse valor ainda não exista, aumentando o seu rácio de capital superior o componente chave do teste de stress.

Os resultados do teste, divulgados no final de Julho, mostraram  que o rácio Core Tier 1, medida das reservas que um banco tem para suportar um choque do seu balanço , situou-se 12,1% no cenário de referência, e 7,8% no chamado “cenário adverso” – basicamente um choque negativo significativo para a economia.

De acordo com os cálculos do FT, os 7,8% teriam caído para 7,4% se a venda da Hua Xia não tivesse sido incluída. Esse resultado ainda iria colocar o DB acima do rácio mínimo de capital necessário por parte dos bancos.

O banco alemão enfrenta vários problemas no momento. Autoridades dos EUA exigem uma multa de US $ 14 biliões (£ 11 biliões) por vendas abusivas de títulos hipotecários, e o Deutsche Bank esforça-se para chegarem a uma solução antes da eleição presidencial do próximo mês. No entanto, até o momento nenhum acordo foi alcançado, e os temores dos mercados de que o banco poderá estar à beira do colapso, permanecem.

Consequentemente, as acções caíram mais de 20% nas últimas semanas.

Fonte

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on 13 de Outubro de 2016 by in Alemanha, Bancos Europeus, DIANTE DOS NOSSOS OLHOS, especulação financeira and tagged , , , .

Navegação

Categorias

Faça perguntas aos membros do Parlamento Europeu sobre o acordo de comércio livre, planeado entre a UE e o Canadá (CETA). Vamos remover o secretismo em relação ao CETA e trazer a discussão para a esfera pública!

%d bloggers like this: