A Arte da Omissao

Compreender o secretismo à volta dos UFOs – 1ª parte

imagescatab1cyTradução do artigo Understanding UFO Secrecy de Steven M. Greer, Abril 1999

Nos últimos anos tive a responsabilidade de informar altos dirigentes do governo e esfera científica nos EUA  e no exterior, sobre o assunto UFO / extraterrestre.

As evidências sobre esta temática são claras e esmagadoras: Por si só, não tem sido difícil arranjar argumentos convincentes sobre a realidade dos UFOs. O grande desafio é elucidar sobre a arquitectura do secretismo a eles ligado (consultem a exposição deste  assunto contido no documento intitulado «Unacknowledged» deste autor).

Mas o maior desafio é explicar o “porquê”. O porquê do secretismo? O porquê da existência de um governo ‘black’ ou não reconhecido dentro do governo? Porquê esconder o tema OVNI / ET da opinião pública?

Explicar:

 ‘o quê’ ou a prova é complexa, mas realizável.

o “como” ou a natureza dos programas secretos é mais difícil, muito mais complexo e bizantino.

Mas o “porquê” – a razão por trás do secretismo – de todos, é o problema mais desafiador. Não há uma resposta única para esta pergunta, mas sim vários motivos inter-relacionados para este extraordinário secretismo.

As nossas investigações e entrevistas a dezenas de figuras importantes – testemunhas secretas que estiveram dentro desses programas, permitiram-nos compreender as razões que existem por trás deste segredo. As razões variam desde a mais óbvia e directa à realmente bizarra. Aqui, eu gostaria de partilhar alguns pontos-chave, o porquê de ser imposto e o porquê de ser tão difícil para as posições de controlo dentro dos programas secretos, reverterem a política e permitirem a divulgação.

No início

Nos primórdios dos fenómenos ET / OVNI, os interesses militares, da inteligência e industriais tinham preocupações quanto à natureza dos fenómenos, se eram originados por adversários humanos nossos e, uma vez que se determinasse ser extraterrestre, como reagiria o público.

Nas décadas de 1930 e 1940, isto não era uma questão insignificante: se esses OVNIs fossem de origem terrestre, seriam evidências de um adversário terreno com dispositivos tecnológicos muito avançados em relação aos aviões dos EUA. E uma vez determinado serem extraterrestres, (alguns gabinetes souberam disto antes do fim de WWII) passaram a haver mais perguntas do que respostas.

Por outras palavras: porque é que os ETs estavam aqui? Quais são suas intenções? Como é que os dispositivos viajam a velocidades tão fantásticas e através da vastidão do espaço? Como podem essas tecnologias  ser aplicadas à situação humana – tanto na guerra como na paz? Como reagiria o público a esse conhecimento? Qual seria o efeito da divulgação desses factos nos sistemas de crenças humanas, nos sistemas políticos e sociais?

Desde o final da década de 1940 até o início dos anos 1950, foi levado a cabo um esforço conjunto para descobrir a ciência básica e as tecnologias por trás dessas naves espaciais, principalmente através do estudo directo e da engenharia reversa dos objectos extraterrestres recuperados no Novo México e em outros lugares. Foi imediatamente reconhecido que esses objectos usavam leis de física e tecnologias aplicadas muito mais avançadas que os motores de combustão interna, tubos de vácuo e similares. No clima da Guerra Fria e num mundo onde a mínima vantagem tecnológica  podia inclinar o equilíbrio de poder na corrida ao armamento nuclear, isto não era um assunto menor.

De fato, o tema da disfunção da geopolítica humana aparece como uma característica recorrente do secretismo relacionado com os UFOs – até aos dias de hoje. Falaremos disto mais à frente.

Com base no documento secreto de Wilbur Smith (oficial do Canadá -NdT) de 1950, sabemos que este assunto foi mantido em maior segredo que o do desenvolvimento da bomba de hidrogénio. No final da década de 1940, esteve em marcha um grande esforço para estudar os equipamentos extraterrestres, descobrir como operavam e ver quais as aplicações humanas que poderiam ser feitas a partir dessas descobertas. Mesmo assim, o projecto que tratava desse estudo era extraordinariamente secreto.

No início dos anos 1950, o secretismo agravou-se, com o  progresso substancial realizado sobre a física básica que está por trás dos sistemas de energia e propulsão das naves dos ETs. O melhor que podemos estimar, é que foi então que todo o projecto se tornou cada vez mais “preto” ou não reconhecido.

A compartimentação do projecto que lidava com os OVNIs  aumentou exponencialmente no início dos anos 50, quando se percebeu o que esses projectos secretos realmente tinham: dispositivos que exibiam sistemas de energia e física que – se revelados – alterariam para sempre a vida na Terra.

Na era Eisenhower, os projectos OVNI / ET estavam cada vez mais compartimentados e distanciados da supervisão legal e constitucional da cadeia de comando. Isto significa que – embora saibamos através de um testemunho que Eisenhower estava a par das naves –  o presidente (e líderes semelhantes no Reino Unido e em outros lugares) cada vez mais eram deixados de fora.

Tais líderes eleitos e nomeados viram-se confrontados com (o que Eisenhower  chamou de) um sofisticado complexo militar-industrial com projectos compartimentados,  que cada vez mais fugiam ao seu controle e supervisão. Com base em testemunhos directos sabemos que Eisenhower, Kennedy, Carter e Clinton viram  frustradas as suas tentativas de penetrarem em tais projectos. O mesmo se passava com líderes importantes do Congresso, investigadores, líderes estrangeiros e a própria liderança da ONU. Este é realmente um projecto de exclusão de oportunidades iguais – não importa o quão alto seja o posto ou cargo. Ponto.

Contrariamente ao mito popular, a preocupação da década de 1960, sobre algum tipo de pânico público se confrontado com o fato de não estamos sozinhos no universo,  não foi uma das principais razões para o segredo.

Aqueles que o sabem – não obstante os contos fantásticos girados à volta dos OVNIs e dos Arquivos X – entendem que o medo a ETs hostis também não foi um factor significativo. Embora tenha havido confusão contínua, em alguns círculos encobertos sobre o objectivo final por trás dos fenómenos ET, não temos conhecimento de “insiders” que considerassem os ETs uma ameaça hostil.

Na década de 1960 – e certamente na década de 1990 – o mundo estava muito familiarizado com o conceito de viagens espaciais e a popular indústria de ficção científica tinha doutrinado completamente as massas com a ideia de os ETs  eram uma possibilidade muito remota. Então porquê continuar com o segredo?

A guerra fria acabou. As pessoas dificilmente ficariam chocadas ao descobrir que não estamos sozinhos no universo (a maioria das pessoas já acredita nisso – na verdade a maioria das pessoas acredita que os OVNIs são reais). Além disso, o que poderia ser mais chocante do que se ter vivido a segunda metade do século XX com milhares de bombas de hidrogénio destinadas a cada grande cidade do mundo? Se pudemos lidar com isso, com certeza podemos lidar com a ideia de que os ETs são reais.

As explicações fáceis do medo, pânico, choque e coisas do género, não são suficientes para justificar o  nível de sigilo tão profundo, que até ao presidente e seu director da CIA, era negado o acesso à informação.

Compreender o secretismo à volta dos UFOs  – 1 ª parte

Compreender o secretismo à volta dos UFOs  – 2 ª parte

Compreender o secretismo à volta dos UFOs  – 3 ª parte

ligne-rouge

 Nota: realces e links desta cor são da minha responsabilidade.

Advertisements

2 comments on “Compreender o secretismo à volta dos UFOs – 1ª parte

  1. Pingback: O Poder Secreto e a Tecnologia dos OVNIs – Dr. Steven Greer | A Arte da Omissao

  2. Chatice
    2 de Novembro de 2016

    Cuidado com estes projectos de revelação, a coisa não é o que parece!

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on 1 de Novembro de 2016 by in Novas Energias, secretismo, UFO, Universo and tagged .

Navegação

Categorias

Faça perguntas aos membros do Parlamento Europeu sobre o acordo de comércio livre, planeado entre a UE e o Canadá (CETA). Vamos remover o secretismo em relação ao CETA e trazer a discussão para a esfera pública!

%d bloggers like this: