A Arte da Omissao

Primaveras árabes: Cia contra Cia

John Brennan (director cessante da CIA) disse numa entrevista à CNN, que haviam expectativas muito irreais em Washington, inclusive em algumas partes da administração, de que a Primavera Árabe iria expulsar esses regimes autoritários e que a democracia iria florescer, porque é isso que as pessoas querem.

No início deste ano, Brennan já admitiu que as revoltas da Primavera árabe iniciadas no final de 2010 criaram um terreno fértil para os terroristas. Disse ainda que o foco não deve ser apenas sobre os “sintomas dos problemas”, como terrorismo e violência, mas sim sobre os factores subjacentes, como a governação. Observou ainda que algumas das decisões que Washington fez ao longo das duas últimas décadas podem ter contribuído para a situação actual. Dá o exemplo de que se os EUA não tivessem saído totalmente do Iraque em 2011, a situação poderia ter sido diferentes. Deixar do Iraque foi “um factor contribuinte” para a instabilidade na região e a ascensão do Estado Islâmico (IS, anteriormente ISIS / ISIL).

“Se soubéssemos na altura o que sabemos agora em termos do que a ISIL era capaz de fazer, em termos desse crescimento explosivo no Iraque que, então foi capaz de ir para a Síria, teríamos seguido o mesmo caminho? Provavelmente não “, continuou Brennan.

Brennan também disse que a guerra civil síria poderia ter sido jogada de forma diferente se os EUA tivessem ajudado mais activamente a oposição síria quando a crise se desenrolou pela primeira vez – como os críticos americanos da administração Obama sugeriram que deveria ter sido feito.

Se vários actores internacionais tivessem dado apoio adicional ao […] Free Syrian Army, no início, poderia ter feito a diferença? Talvez. Porque naquela época, o regime sírio estava cambaleando e estava mais vulnerável.Advertiu, contudo, que fornecer mais cedo o apoio militar à oposição síria teria apresentado os seus próprios desafios, com a oposição a ser uma mistura instável, “muito ecléctica” de grupos seculares e extremistas. (o que interessa, deram-na depois)

Recentemente Brennan criticou os esforços antiterrorismo da Rússia na Síria como uma “política de terra queimada”, longe de “algo que os Estados Unidos jamais fariam”. Como resposta, o porta-voz do Ministério da Defesa russo, o major-general Igor Konashenkov, disse na semana passada que a operação realmente difere das acções da coligação dos EUA, que se concentra somente em “destruir metodicamente e sistematicamente a infra-estrutura económica síria”.

Putin observou que o falecido primeiro ministro russo Evgeny Primakov alertou sobre os possíveis efeitos nocivos da Primavera Árabe, mas afirmou que na época a Rússia “não poderia influenciar directamente o desenvolvimento de eventos, ou as nossas oportunidades para influenciar esses eventos eram bastante limitados. “

A chamada Primavera Árabe foi uma onda revolucionária de manifestações violentas e não-violentas, protestos, revoltas, golpes e guerras civis no mundo árabe, que começou em Dezembro de 2010 e se espalhou pelos países da Liga Árabe e seus vizinhos. Ela levou à derrota dos governos da Tunísia, Egipto e Iémen, e causou guerras civis na Líbia e na Síria, bem como a desordem em massa na Argélia, Iraque, Marrocos, Omã e outros países.

 

Entrevista da RT a Ray McGovern (ex analista da CIA)

RT: Qual é a sua opinião sobre a sugestão de que a Rússia usa tácticas de “terra arrasada” na Síria?

Ray McGovern: Eu diria que o registro de John Brennan de credibilidade ou até mesmo de veracidade é muito fraco. É realmente o caso das pessoas que vivem em casas de vidro não devem atirar pedras. São lágrimas de crocodilo. Brennan é em grande parte responsável pelo caos na Síria. Foi ele que levou Obama “pelo nariz”, em resposta aos interesses da Arábia Saudita e dos israelitas lá, de manter as revoltas em andamento. Ele e o secretário de defesa Ashton Carter foram contra o cessar-fogo. Ashton Carter enviou sua força aérea para afundar o cessar-fogo acordado entre o Secretário Kerry e Lavrov em Setembro. Então, para Brennan derramar lágrimas de crocodilo agora, bem, eu poderia dizer, está a dar à hipocrisia um mau nome.

RT: Como definiria os esforços da administração de Obama, a sua política na Síria?

RM: Bem, é difícil falar sobre a política de Obama. Obama foi controlado por pessoas como Brennan, por pessoas como Ash Carter, o Secretário de Defesa. Ele também não queria parecer muito duro.

Eu suponho que ele não enviou tropas dos EUA para lá, nem fez o que queriam que ele quisesse, que era atacar a Síria abertamente em Setembro de 2013. Mas, de outra forma disse: “Bem, vocês sabe que eu sou morno sobre isto, mas se acham que podemos chamar esses rebeldes de “moderados”, bem, talvez as pessoas acreditem nisso.”

A ironia suprema é que, três anos atrás, Obama, quando questionado sobre esses rebeldes “moderados”, disse que “era uma fantasia. ” Sua palavra – fantasia.

RT: ‘Terra queimada’ é um termo realmente antiquado, criando imagens vívidas em mente. Por que usá-lo?

RM: Sabe, Alepo Oriental foi habitada por todos os tipos de rebeldes. Os rebeldes “moderados” apoiados pelos Estados Unidos, a al-Nusra, que lutavam lado a lado. Eles não quiseram sair.

Houve um cessar-fogo concluído no dia 9 de Setembro, que permitiu que eles saíssem, e que determinava que os “moderados”, assim chamados, fossem separados dos “imoderados” de al-Nusra.

John Kerry disse: “Nós temos maneiras refinadas de fazer isso.” John Brennon disse: “Como? Nós não sabemos quem é quem. “

E assim eles nunca foram separados. Depois a força aérea entrou e atacou posições fixas do exército sírio. O cessar-fogo estava no fim e o exército sírio e a força aérea Russa fizeram o resto. Sim, muitas pessoas foram mortas, tanto pelos rebeldes como pelo governo.

Fontes: 

US misjudged appeal of Western democracy for Middle East during Arab Spring – CIA’s Brennan

‘Brennan’s crocodile tears over scorched Syria give hypocrisy a bad name’

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on 10 de Janeiro de 2017 by in Afinal Quem é Terrorista?, Síria, USA and tagged , , .

Navegação

Categorias

Faça perguntas aos membros do Parlamento Europeu sobre o acordo de comércio livre, planeado entre a UE e o Canadá (CETA). Vamos remover o secretismo em relação ao CETA e trazer a discussão para a esfera pública!

%d bloggers like this: