A Arte da Omissao

ACORDEM

USA: Josh Shapiro está preocupado e investiga a violação de dados à Equifax

Links dentro de «» e realces desta cor são da minha responsabilidade

Tradução do artigo de Catherine J. Frompovich do Activist Post, PA Attorney General Concerned About Equifax Cyberattack; Will U.S. Attorneys General Be Upset About Utility Smart Meters Hacking?

3 de Outubro de 2017

 

 

De acordo relatórios noticiosos [1], Josh Shapiro, procurador-geral da Pensilvânia, está preocupado e  investiga a violação de dados à Equifax, empresa de monitorização de crédito, que afecta entre  143 a 145 milhões de americanos.

“As pessoas que acreditam ser vítimas de roubo de identidade podem entrar em contacto com a agência de protecção ao consumidor no escritório de Shapiro”. [1]

Eric Schneiderman, procurador-geral de Nova Iorque, pediu aos nova-iorquinos para terem cuidado com potenciais tentativas de hacking e «phishing» (aconselho que leiam a informação contida no link anterior, e leiam também lá o tópico sobre o roubo de identidade. É informação muito útil – Ndt) por cibercriminosos, após a violação de dados à Equifax”. [2]

Notícias da CNBC reporta que “Massachusetts diz que o ataque à Equifax expôs mais da metade do estado a risco de fraude” [3]. Ouçam atentamente o que o procurador-geral da Massachusetts, Maura Healey, diz no pequeno vídeo deste link sobre este roubo de informações pessoais.

O real problema

O que os consumidores não sabem é que a Equifax recolhia os seus dados importantes de crédito e  vendia-os a outros! No entanto, essa é a mesma táctica / problema / questão que está programada para ser feita através dos contadores AMI (Advanced metering infrastructure (infra-estrutura avançada de medição- sistema integrado de contadores inteligentes, redes de comunicação e sistemas de gestão de dados que permite a comunicação bidireccional entre utilitários e clientes), que são adaptados ao fornecimento de electricidade, gás natural e água por todo o país, pelas comissões dos serviços públicos de cada Estado.

No entanto, não existe nenhuma salvaguarda mandatada por elas, sobre a recuperação, recolha, armazenamento, segurança dos dados pessoais dos domicílios, que poderão ser explorados através dos transmissores «ZigBee» e  «redes locais de microondas», estabelecidas para retransmitir esses dados pessoais de volta ao “Big Brother da Empresa fornecedora do serviço público”, a qual, por sua vez, poderá vender e lucrar com a informação dos seus clientes!

Tal como a procuradora-geral da Massachusetts, Maura Healey, correctamente observa, os clientes não optam pela recolha de dados. Esse é também o ponto mais importante no que se refere à colecta de dados pessoais a partir do interior das residências dos clientes,  através dos contadores AMI – os clientes não o sabem nem optam por essa recolha, o que pode levar a riscos e problemas ainda maiores para além do roubo de identidades.

Quais são os problemas?

Os problemas podem residir em cibercriminosos que podem:

* Espreitar pessoas / casas e saberem quando estas últimas estão vazias;

* Ganhar conhecimento das rotinas e hábitos diários dos clientes para os roubar ou vandalizar.

* Piratear com o fim de derrubarem contador de clientes específicos e/ou entidades que fornecem electricidade, gás, água às comunidades e /ou mandarem a baixo um bairro inteiro

. Implementar outras técnicas inovadoras de vigilância e intrusão

Os contadores Inteligentes podem ser a primeira linha de entrada para derrubar uma rede eléctrica em qualquer país!

Venda de dados dose clientes a terceiros com fins lucrativos

A vigilância de dados dos clientes e a venda de utilitários a terceiros desconhecidos do cliente, pelas empresas de fornecimentos de serviços dos EUA e de outros países, são partes integrantes da «Internet das coisas»  ou (IoT) e da  sociedade de vigilância a instituír no âmbito da Agenda 21 e 2030 da ONU, o objectivo da governação mundial.

Onde está a prova de que os entidade públicas que fornecem água, electricidade e água  venderão dados dos seus clientes?

O algoritmo patenteado “Onzo” é um “negócio de hackers”, que invade a privacidade dos seus clientes para recolher dados que ocorrem dentro dos domicílios e vendê-los a terceiros com fins lucrativos, ou «marketing de conteúdos», e sabe-se lá mais o quê. A seguir está um vídeo com menos de 2 minutos que explica o propósito da «Onzo», a sua metodologia e a invasão da privacidade.

Sobre a ONZO

(A ONZO combina a compreensão do uso da energia com a ciência da análise, para dar às empresas de serviços públicos e seus clientes, informações sem precedentes sobre como, onde e quando essa energia é usada. Ao aproveitar os dados granulares dos contadores inteligentes, os algoritmos patenteados da ONZO resultam em conhecimentos mais ricos e altamente precisos, que permitem que os serviços públicos forneçam um serviço mais personalizado e, por sua vez, um melhor apoio aos seus clientes na obtenção da eficiência energética. Pode ler-se na página “about” do seu site – Ndt)

A ONZO é líder global em dados de consumo de energia dos consumidores e em analytics (habilidade de utilizar dados, análises e raciocínio sistemático para conduzir a um processo de tomada de decisão mais eficiente – Ndt). A ONZO combina a ciência da análise de energia com a desagregação, análise do comportamento de estilos de vidas e previsão probabilística, para fornecer aos serviços públicos e seus clientes, informações sem precedentes sobre como, onde e quando a energia é usada. Ao usar dados granulares dos contadores inteligentes, os algoritmos patenteados da ONZO resultam em informações ricas, altamente precisas e específicas do cliente, com resultados accionáveis que ajudam os serviços públicos a melhorar o aliciamento dos seus clientes e eficiência energética, ao mesmo tempo em que reduzem a evasão de clientes e criam novas oportunidades de receita. [para todos, menos para os clientes] Visite o ONZO.com ou siga-nos no Twitter e no LinkedIn.  fonte ONZO [4]

Além de todos os itens acima referidos, a informação recolhida dos clientes viajará por frequências de microondas altamente porosas – semelhantes às usadas nas chamadas dos telemóveis – as quais podem ser pirateadas por qualquer criança do ensino médio com algum conhecimento de computadores e com propensão para as emoções cibernéticas. E quanto aos russos?

Porque devem os consumidores ficar preocupados?

Em primeiro lugar, porque provavelmente, nove em cada dez clientes desses serviços públicos, não sabem que têm um contador inteligente  adaptado aos serviços de consumo da electricidade, gás natural e água.

Em segundo lugar, os clientes não estão conscientes de que esses novos contadores são computadores sofisticados, que terão de ser substituídos a cada 5 a 6 anos, que os terão de pagar, como o fazem já agora, através de parcelas mensais nas suas facturas de consumo, enquanto as empresas fornecedoras obtiveram subsídios federais no valor de milhões para implementarem os contadores inteligentes AMI!

Além disso, os clientes não sabem que as suas vidas privadas são / serão monitorizadas 24/7/365 até o ponto de saberem quando estão a tomar banho; que esses dados podem ser vendidos a terceiros desconhecidos, por razões e com consequências desconhecidas; que abrem a sua privacidade e casa, podendo tornar-se em potenciais alvos de ladrões, assaltantes e cibercriminosos.

Segurança ou vigilância?

A agenda da governação da Nova Ordem Mundial sob as Nações Unidas, ao utilizar todas as novas tecnologias “inteligentes” nas quais nos estamos a viciar, permitirá que fiquemos mais propensos a sermos uns patos sentados, vulneráveis cada vez mais actividades criminosas a nível pessoal. (permitirá também, e é que a NWO pretende é que sejamos só umas coisas!!! – Ndt) É isso que quer?

O contador analógico, que funcionou sem problemas durante décadas, e não espiava sua casa, é o contador mais seguro de se ter. Não são um risco de incêndio, como os AMI contadores inteligentes são, porque os inteligentes são fabricados com peças de plástico, não possuem protectores de surtos e emitem ondas de radiação não-térmicas que causam problemas de saúde adversos.

Com os contadores inteligentes AMI, os clientes podem perder a sua privacidade; tornar-se patos sentados para criminosos; e também perdem a saúde devido a hipersensibilidade electromagnética (EHS) ou ao que os médicos chama de intolerância electromagnética idiopática (IEI).

Bem-vindos ao mundo louco da tecnologia inteligente!

 

[1] http://www.mcall.com/news/breaking/mc-nws-pa-attorney-general-equifax-data-breach-20170908-story.html
[2] http://observer.com/2017/09/new-york-schneiderman-equifax-cyber-attacks/
[3] https://www.cnbc.com/2017/09/19/massachusetts-equifax-hack-exposed-more-than-half-state-to-risk.html
[4] http://www.onzo.com/

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Informação

This entry was posted on 4 de Outubro de 2017 by in Contadores Inteligentes, USA and tagged , , , , .

Navegação

Categorias

Follow A Arte da Omissao on WordPress.com
%d bloggers like this: