A Arte da Omissao

IURD – investigação “os segredos dos deuses”

“Mas não aceito este silêncio: o cardeal patriarca nem uma palavra de conforto para as mães violentadas pelo chefe da IURD; as organizações da defesa da mulher estão escandalosamente caladas – que impediu o governo da esquerda radical de preventivamente encerrar as portas da IURD assim que começou a reportagem da TVI?” (fonte)


O silêncio assustador do Estado acerca deste assunto, também poderá ser explicado com a extensão dos grandes braços da IURD!

Alguém me disse: vi a 1ª parte da investigação, mas como se tratava de crianças não quis ver mais. O Estado somos também nós. É preferível meter a cabeça na areia e continuarmos a viver a nossa falsa realidade?

Se não seguiu a investigação pode vê-la aqui. Também na TVI24, ocorreu o debate “Mães Coragem” que acho que todos deveriam assistir.

Não sou fã dos nossos canais televisivos, mas sei reconhecer o bom e difícil trabalho da investigação aqui presente.

 

 

 

Anúncios

One comment on “IURD – investigação “os segredos dos deuses”

  1. voza0db
    23 de Dezembro de 2017

    Desde os ditos “padres” (religiões tanto faz), os ditos “monarcas”, os ditos “membros da elite”… são TODOS apenas escumalha salafrária, que depois de mortos nem para estrume servem.

    Mas pronto… Dado que a MANADA de escravos boçais é o que é, temos isto!

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Informação

This entry was posted on 23 de Dezembro de 2017 by in corrupção, desinformação e mentiras, Justiça, O Estado da Nação, Portugal, sentido comunitário and tagged , .

Navegação

Categorias

%d bloggers like this: