A Arte da Omissao

ACORDEM

Lafarge suspeita de ter fornecido cimento ao Daesh

Nota: links dentro de «» e realces desta cor são da minha responsabilidade

Tradução do artigo  Lafarge suspected of cement support for Daesh

Os juízes que lideram a investigação de LaFarge e especificamente encarregados de examinar a conduta da empresa de cimento com suas fábricas na Síria, colocaram-na sob investigação em quatro quesitos:
• “violação de um embargo”
• “por em risco a vida dos outros”
• “financiamento de uma empresa terrorista”
• “ser cúmplice de crimes contra a humanidade”.

Passando para muito além dos factos para os quais foram instruídos a investigar, os juízes estão a tentar estabelecer o seguinte:
• A Lafarge comprou a matéria-prima proveniente das pedreiras que estavam sob o controle dos jihadistas?
• A Lafarge vendeu cimento para distribuidores ligados aos jihadistas?

Assim, os juízes também decidiram indiciar o responsável pela segurança da fábrica da La Farge na Síria, o norueguês Jacob Waerness. O Le Monde caracterizou-o como nada mais do que uma testemunha. No entanto, a verdade é que Jacob foi encarregado de ajudar o Daesh a construir infraestruturas subterrâneas.

Foi exactamente isto que Thierry Meyssan expôs em seu livro Sous nos yeux. Du 11-Septembre à Donald Trump, lançado há quase um ano e meio atrás nas (páginas 89-90; e página 250) e no artigo que escreveu para a Rede Voltaire em Março de 2017 em 10 em idiomas diferentes [1]. «artigo traduzido aqui»

Este assunto está longe de estar resolvido. Os juízes ainda não estabeleceram os antigos laços da Lafarge com Hillary Clinton e Nato, nem o apoio da multinacional ao génio militar do Daesh.

One comment on “Lafarge suspeita de ter fornecido cimento ao Daesh

  1. voza0db
    5 de Julho de 2018

    Se fosse só cimento!

    Ainda hoje vi o relatório diário e um dos grupos rebeldes que se rendeu ao Estado Sírio tinha na sua posse misseis americanos, viaturas blindadas americanas e outro material de fabrico europeu e americano.

    E ainda hoje ouvi por breves instantes o salafrário ministro dos negócios estrangeiros de Portróical a afirmar à bocarra cheia que “Nós [Europa e Portugal] não somos responsáveis pelo que se passou na Síria”

    VÊ aqui http://www.canal.parlamento.pt/?cid=3072&title=audicao-do-ministro-dos-negocios-estrangeiros

    A parte divertida começa aos 46M:23S

    ENJOY 😉

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Informação

This entry was posted on 5 de Julho de 2018 by in Síria and tagged , .

Navegação

Categorias

Follow A Arte da Omissao on WordPress.com
%d bloggers like this: