A Arte da Omissao

ACORDEM

O principal herbicida da Monsanto encontrado em alimentos para animais de estimação e cereais

Nota: links dentro de «» e realces desta cor são da minha responsabilidade

Tradução do artigo Monsanto’s top weedkiller now found in pet food as well as cereal

de  26 de Outubro de 2018

 

Monsanto’s top weedkiller now found in pet food as well as cereal

Dois novos estudos mostram o quanto o herbicida mais vendido da Monsanto, o glifosato da Monsanto penetrou na nossa cadeia alimentar. Designado como carcinogénico por algumas autoridades de saúde, foi encontrado em mais de 40 alimentos para animais e cereais matinais.

Investigadores da Universidade de Cornell descobriram o glifosato em todas as 18 marcas de alimentos para cães e gatos pesquisadas, incluindo um produto que foi certificado como isento de OGM. Eles enfatizaram que o produto químico estava presente em baixas concentrações – pelo menos, menor do que tipicamente é encontrado em alimentos para humanos – mas o efeito do glifosato em animais domésticos em qualquer concentração é desconhecido, e estudos descobriram que células humanas demonstram efeitos negativos quando expostas a herbicidas baseados em glifosato, mesmo a níveis muito inferiores aos  considerados “seguros” pelos reguladores.

Eles foram incapazes de rastrear a origem do glifosato, embora uma correlação com a fibra sugerisse que ela vinha de material vegetal. Curiosamente, o produto livre de OGM revelou níveis de glifosato mais elevados do que muitos dos alimentos processados, sugerindo que apenas seguindo procedimentos orgânicos não é suficiente para mitigar os efeitos invasivos de produtos químicos agrícolas.

Um segundo «estudo», conduzido pelo Environmental Working Group (EWG), encontrou glifosato em todos os cereais e alimentos testados à base de aveia. Pior ainda, 26 dos 28 produtos testados continham níveis mais altos do herbicida do que o “parâmetro de referência de saúde para crianças” do EWG. Os produtos testados incluíram cereais matinais da Quaker e da General Mills, farinhas de aveia e barras de cereais. O pior ofensor foi «Quaker Oatmeal Squares», com sabor a mel continha quase 18 vezes os níveis de glifosato que o EWG considera aceitável.

O estudo EWG ocorre depois de outro publicado em Agosto que revelou o glifosato em   45 produtos feitos com aveia não orgânica )com excepção de dois), e mesmo num terço dos produtos orgânicos de aveia. Enquanto os fabricantes protestaram que os níveis de glifosato estavam dentro dos limites regulatórios da Agência de Protecção Ambiental (Environmental Protection Agency – EPA), esses limites foram estabelecidos antes dos achados pela Organização Mundial de Saúde em 2016  e que ligou o glifosato ao câncer.

Até mesmo a Food and Drug Administration (FDA) divulgou finalmente seu próprio estudo no mês passado, onde encontrou que dois terços das amostras de milho e soja continham glifosato, embora a agência negligencie visivelmente o teste as culturas de  aveia ou trigo.

Enquanto a Organização Mundial de Saúde estiver refém destes criminosos, vamos continuar a assistir à incidência de cancros nas camadas mais jovens.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Informação

This entry was posted on 26 de Outubro de 2018 by in Monsanto and tagged , , .

Navegação

Categorias

Follow A Arte da Omissao on WordPress.com
%d bloggers like this: