A Arte da Omissao

ACORDEM

Luanda Leaks: polícia alemã apreende registos bancários

Nota: links dentro de «» e realces desta cor são da minha responsabilidade

 

Segundo informou os media local, a polícia revistou a sede do banco de exportação estatal da Alemanha no mês passado, como parte de uma investigação criminal desencadeada pela investigação Luanda Leaks.

Segundo Suddeutsche Zeitung, NDR e WDR, a polícia federal apreendeu arquivos do KfW-Ipex-Bank, uma subsidiária do Kreditanstalt für Wiederaufbau (KfW), após alegações sobre funcionários do banco terem apropriado  fundos públicos ao conceder um empréstimo de US $ 55 milhões à cervejaria da bilionária angolana Isabel dos Santos. Ainda segundo as mesma fontes, as autoridades também estão a investigar se o KfW examinou adequadamente os vínculos de Santos à empresa de cerveja Sodiba antes de conceder o empréstimo.

Segundo Luanda Leaks, uma colaboração do Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação e jornalistas em 20 países, em 2015, a subsidiária da KfW emprestou à Sodiba US $ 55 milhões através de um banco angolano. A investigação revelou como Dos Santos, a mulher mais rica da África, retirou centenas de milhões de dólares de dinheiro público de um dos países mais pobres do mundo.

Segundo for reportado, a investigação Luanda Leaks revelou que dos Santos usou o empréstimo para comprar uma cervejaria e sistemas de enchimento da fabricante alemã Krones AG. A Krones AG disse a repórteres no momento da investigação que não sabia anteriormente que Sodiba era dos Santos. Os registos públicos existem há anos,  mesmo antes do empréstimo que ligava a filha do presidente autocrático de Angola, José Eduardo dos Santos, à empresa.

Na criação da cervejaria, informou o ICIJ, dos Santos também usou paraísos fiscais e conselhos da PwC num esforço para evitar o pagamento de impostos em Angola.

O KfW confirmou a investigação à Süddeutsche Zeitung e disse que estava a cooperar com as autoridades. O banco de importação e exportação é uma das maiores agências governamentais de financiamento do mundo. Representantes do ministério das finanças da Alemanha participam no conselho de supervisão.

A polícia alemã não respondeu aos nossos pedidos para comentar.

Dos Santos nega irregularidades. Em Dezembro de 2019, antes da publicação da Luanda Leaks, mas depois de Santos e representantes do Governo de Angola receberam as perguntas detalhadas do ICIJ, um tribunal de Luanda congelou os bens de Santos e do seu marido, incluindo a participação do casal na Sodiba. Dos Santos enfrenta acusações criminais e civis em Angola.

Dois documentos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Informação

This entry was posted on 17 de Junho de 2020 by in Alemanha, Angola, ICIJ, Luanda Leaks and tagged , .

Navegação

Categorias

Follow A Arte da Omissao on WordPress.com
%d bloggers like this: